Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Presidente do Irão desaconselha Trump a abandonar o acordo nuclear

Logótipo de O Jogo O Jogo 18/09/2017 Administrator

O Presidente do Irão, Hasan Rohani, desaconselhou hoje o seu homólogo dos EUA, Donald Trump, a não abandonar o acordo nuclear assinado em julho de 2015 entre a república islâmica e seis potências, advertindo que essa decisão terá "um elevado custo".

"Sair deste acordo implicaria um elevado custo para os Estados Unidos e não julgo que os americanos estejam dispostos a pagar semelhante preço por algo que não lhes seria útil", declarou Rohani em entrevista à cadeia televisiva CNN.

O chede de Estado iraniano, que viajou no domingo para Nova Iorque onde vai participar esta semana na Assembleia geral das Nações Unidas, emitiu estas declarações após Trump ter considera na quinta-feira o acordo com o Irão como "um dos piores" que até hoje presenciou.

"O acordo com o Irão é um dos piores que vi até hoje e decerto, no mínimo, o espírito do tratado é respeitado de forma atroz", comentou, para anunciar que "em duas semanas" tomará uma decisão sobre a possível saída dos EUA.

No entanto, Rohani assinalou que essa eventual decisão não seria apenas prejudicial para os EUA mas também implicaria "uma quebra generalizada" da confiança internacional no país.

Este tratado, impulsionado por Barack Obama, antecessor de Trump na Casa Branca, estabelece uma redução e congelamento temporário, até 25 anos, de vários segmentos do programa nuclear iraniano, em troca do fim das sanções internacionais aplicadas a Teerão.

A atual administração acusa as autoridades iranianas de incumprimento do acordo, e desencadeou uma série de iniciativas político-diplomáticas para manifestar a sua preocupação junto de diversas instâncias, incluindo a Agência Internacional de Energia Atómica (OIEA).

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon