Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Presidente do PSG vai ser ouvido na Suíça por alegada corrupção

Logótipo de O Jogo O Jogo 18/10/2017 António Soares

Nasser Al-Khelaifi é suspeito de subornos no âmbito da compra dos direitos televisivos dos mundiais de futebol de 2026 e 2030

Nasser Al-Khelaifi, presidente da BeIN Media e do Paris Saint-Germain, vai ser ouvido pelas autoridades suíças, no próximo dia 25 de outubro, por alegados subornos em matéria de direitos televisivos nos mundiais de futebol de 2026 e 2030.

O advogado do empresário catari revelou esta quarta-feira à agência France-Presse que Al-Khelaifi deseja prestar declarações "o mais cedo possível" sobre este processo e que tal vai acontecer durante a próxima semana, em Berna.

. © Fornecido por O jogo .

A mesma fonte adiantou que o dirigente máximo do PSG rejeita qualquer tipo de corrupção ou comportamento ilícito na compra dos direitos televisivos do Mundial2026 e Mundial2030.

Al-Khelaifi, de 43 anos, está sob a alçada da justiça suíça, por alegada corrupção ao antigo secretário-geral da FIFA Jérôme Valcke, também alvo de investigação na justiça, em matéria de atribuição de direitos televisivos em mundiais.

O gabinete do procurador-geral suíço informou que a investigação diz respeito a subornos oferecidos a Valcke, no sentido de entregar os direitos ao grupo BeIN, propriedade de Al-Khelaifi.

No processo são visados Jérôme Valcke, o director-executivo do Grupo BeIn Media Nasser Al-Khelaifi e um empresário ligado ao setor

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon