Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Presidente do Rio Ave refuta críticas do homólogo do Belenenses

Logótipo de LusaLusa 01/05/2014 Jose Pedro Gomes

Vila do Conde, 30 abr (Lusa) – O presidente do Rio Ave refutou hoje as inquietações do líder do Belenenses de que os vila-condenses poderão apresentar uma "equipa mais fraca" na partida da próxima jornada da I Liga de futebol, na receção ao Paços de Ferreira.

António Sila Campos frisou que "O Rio Ave é um clube sério" e considerou que as observações do presidente do Belenenses, Rui Pedro Soares, servem apenas "para iludir a opinião pública".

"Deve haver ética e respeito entre presidentes, o Rio Ave não tem culpa que o Belenenses, o Paços de Ferreira ou o Olhanense estarem nesta posição na tabela. Tentar confundir a opinião pública e justificar aquilo que não conseguiram dentro das quatro linhas é confundir as pessoas", analisou António Silva Campos.

O presidente do Rio Ave falou à margem de um jantar com ex-atletas e dirigentes do clube, inserido nas comemorações do 75 aniversário do emblema da foz do Ave, considerando que "não é correto estarem a criticar se o Rio Ave faz, ou não, rotatividade da equipa".

"O Rio Ave para chegar onde chegou teve sempre de fazer rotatividade, tivemos de fazer opções. Por em causa a nossa rotatividade para justificar os maus resultados não é correto", disse António Silva Campos, frisando que "tanto o clube como o treinador são sérios".

O presidente dos vila-condenses, que é dono de uma empresa responsável pela construção de uma bancada no estádio do Paços de Ferreira, disse estar "particularmente incomodado com insinuações de quem manda recados para os jornais misturando atividade profissional com atividade desportivo".

A semana passada atacaram-me dizendo que sou patrocinador do chapéu Paços de Ferreira e que fiz a bancada. Nunca neguei nem escondi, mas isso foi no início da época, longe de mim pensar que o Paços de Ferreira, que foi à Liga dos Campeões, ia agora lutar para não descer", disse António Silva Campos, completando.

"Apontarem isso ao Rio Ave é uma falsa questão. Isso foi um negócio da minha empresa, que é séria e cuja atividade não pode ser ligada às opções das equipas do Rio Ave. Acredito que o presidente do Belenenses possa estar preocupado com sua equipa, mas nós estamos alheados de tudo. E sei que o nosso treinador é uma pessoa séria", vincou.

Precisamente sobre o futuro do treinador Nuno Espírito Santo em Vila do Conde, António Silva Campos reconheceu que pode ser difícil renovar o contrato para a próxima época.

"Sabemos que depois de conseguir estes resultados, não será fácil que ele continue, mas ele para dar o salto será para um clube com outras dimensões e que não podemos acompanhar, se isso acontecer desejo muita sorte", afirmou.

JPYG // PA

AdChoices
AdChoices
image beaconimage beaconimage beacon