Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Primeiro-ministro turco recebe investidores alemães

Logótipo de O Jogo O Jogo 27/07/2017 Administrator

O primeiro-ministro turco Binali Yildirim encontrou-se hoje com dirigentes de empresas alemãs que investem na Turquia, numa aparente tentativa para os tranquilizar em plena crise nas relações germano-turcas.

"É muito importante para nós que não sejam afetados, que não sejam envolvidos nas tensões" entre a Alemanha e a Turquia, declarou Yildirim durante um pequeno-almoço com os investidores em Ancara, segundo a agência noticiosa pró-governamental Anadolu.

"Não vos consideramos empresas alemãs. Consideramos-vos como empresas deste país", acrescentou.

Os ministros turcos da Economia e dos Negócios Estrangeiros também participaram nesta reunião, segundo imagens difundidas nas redes sociais.

Entre as empresas representadas neste encontro incluíam-se a Siemens, Mercedes, Thyssen Krupp ou ainda a Krone, referiu o diário Hurriyet.

"Os investimentos [de empresas alemãs na Turquia] baixaram desde há um ou dois anos, mas a situação melhorou nos últimos tempos", assinalou Refik Turkoglu, advogado do escritório internacional Eurojuris International, após um encontro que definiu como "positivo".

As relações turco-alemãs atravessam um novo período de crise na sequência da prisão por Ancara em meados de julho de militantes dos direitos humanos, incluindo um alemão.

A iniciativa de Yildirim parece traduzir a inquietação de Ancara, quando a Alemanha admitiu sanções económicas, incluindo um reexame das garantias, empréstimos ou ajudas fornecidas pelo Governo alemão ou União Europeia (UE) às exportações ou investimentos no país.

A publicação das informações sobre uma lista de centenas de empresas alemãs suspeitas por Ancara de ligações com empresas "terroristas" contribuiu para agravar a crise. Ancara anunciou esta semana a retirada desta lista, ao lamentar um "erro de comunicação".

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon