Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

PRS da Guiné-Bissau desvincula 65 dirigentes nacionais antes do congresso

Logótipo de O Jogo O Jogo 21/09/2017 Administrator

O conselho nacional do Partido de Renovação Social (PRS) mandatou a comissão política para confirmar a desvinculação definitiva de 65 militantes, que violaram os estatutos do partido, disse hoje fonte do PRS.

Segundo a mesma fonte, aqueles 65 militantes são membros do conselho nacional e, por inerência, poderiam participar no congresso como delegados.

Os dirigentes do PRS são também militantes da Assembleia do Povo Unido - Partido Social Democrata da Guiné-Bissau (APU-PDGB) de Nuno Nabian, que ficou em segundo lugar nas presidenciais de 2014.

Naquelas eleições, Nuno Nabian foi apoiado por Kumba Ialá, fundador do PRS, mesmo contra a vontade do seu partido.

A mesma fonte explicou que os 65 militantes que foram desvinculados tiveram oportunidade de regressar ao partido, como fizeram outros, mas recusaram.

O PRS, segundo partido mais votado nas últimas eleições legislativas da Guiné-Bissau, vai realizar o seu quinto congresso entre os dias 26 e 29.

À liderança do partido vão concorrer nove candidatos, incluindo o atual presidente Alberto Nambeia.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon