Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

PS coloca questão do tempo que Passos vai "sobreviver" na liderança do PSD

Logótipo de O Jogo O Jogo 06/07/2017 Administrator

O líder parlamentar do PS afirmou hoje que os socialistas não atribuem nesta fase grande importância às declarações proferidas pelo presidente do PSD, até porque desconhecem por quanto tempo sobrevive a liderança de Pedro Passos Coelho.

Carlos César falava no final da reunião da bancada do PS, depois de confrontado com declarações feitas na véspera pelo presidente do PSD, Pedro Passos Coelho, na Amadora, segundo as quais custa "ver altas figuras do Estado a dizer aldrabices".

Passos Coelho contestava então a possibilidade de o Governo ter cortado, com cativações, cerca de mil milhões de euros em 2016 sem tocar na saúde, na educação, na defesa ou na administração interna.

O presidente do Grupo Parlamentar do PS procurou desvalorizar as críticas feitas por Pedro Passos Coelho, dizendo que, se o líder do PSD tem a opinião de que as contas do Estado do ano passado são uma aldrabice, "então deve provar isso em sede do Parlamento".

"O Governo tem uma orientação orçamental que é transparente. Tudo o que diz respeito a cativações, a dotações orçamentais ou execuções de verbas alocadas aos diversos setores constam necessariamente dos relatórios de execução", alegou Carlos César.

Depois, o presidente do PS visou diretamente o presidente do PSD.

"A única aldrabice será daqueles que falam desses assuntos sem os estudar convenientemente. Mas nós, nesta fase, não atribuímos grande importância àquilo que a liderança do PSD diz, porque também não sabemos por quanto tempo essa liderança sobrevive", afirmou.

Para o líder parlamentar do PS, o importante para o país é que, "além do acordo de base entre o PS, o Bloco de Esquerda e o PCP para o êxito da atual solução de Governo, o PSD também seja chamado a assumir responsabilidades estruturais que são importantes e que requerem um consenso mais alargado".

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon