Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

PSG monta o cerco a Jesus: os argumentos e o contrato

Logótipo de O Jogo O Jogo 27/05/2017 Hugo Monteiro

Franceses dispostos a pagar 16 milhões de euros à SAD leonina. Oferecem 10 milhões de salário anual ao técnico e vínculo até 2020.

A passagem de Jorge Jesus por Alvalade volta a estar mais próxima do final e Paris surge no momento como provável primeiro destino do experiente técnico de 62 anos fora de Portugal. Informações apuradas por O JOGO confirmaram não só o interesse do PSG anteontem revelado pelo periódico "L"Équipe", como uma abordagem do histórico e poderoso clube que viu este ano o Mónaco de Leonardo Jardim impedir a conquista do que teria sido o pentacampeonato de França.

© José Coelho/Lusa

A argumentação financeira do emblema da cidade luz e a ambição de montar um esquadrão capaz de ombrear pela Liga dos Campeões são motivos que pesam num desenlace cada vez mais provável, com o PSG a mostrar disponibilidade para pagar 16 milhões de euros ilíquidos à sociedade anónima - montante correspondente aos dois anos de contrato que o técnico tem a cumprir com os leões. Ao treinador, a oferta é de 10 milhões anuais ilíquidos num vínculo por três épocas.

Ler notícia completa na edição impressa e e-paper.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon