Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Pyongyang diz que proposta de diálogo não vai funcionar porque Seul continua "hostil"

Logótipo de O Jogo O Jogo 20/07/2017 Administrator

Pyongyang enviou hoje através do seu principal diário uma mensagem pouco favorável em relação à recente oferta de diálogo apresentada pela Coreia do Sul, argumentando de que nada serve enquanto Seul mantiver a sua política "hostil" e próxima dos EUA.

"As autoridades sul-coreanas estão a mostrar uma atitude incongruente (ao proporem diálogo), enquanto continuam a dançar com os Estados Unidos e as hostes conservadoras", indica hoje um editorial do diário Rodong Sinmun.

"Eliminar o confronto e a hostilidade é uma condição prévia para abrir a porta da reconciliação e unidade das duas Coreias", acrescentou.

"Não parece que seja uma resposta direta (a proposta de Seul), mas estamos a analisar as suas implicações", disse por sua vez um porta-voz do Governo sul-coreano à agência Yonhap.

O Ministério de Unificação informou que o regime norte-coreano não respondeu às chamadas realizadas hoje na linha telefónica situada na fronteira intercoreana.

Seul propôs esta semana que ambos os países mantenham a 21 de julho conversações militares -- as primeiras em quase três anos -- para aliviar a tensão e também um encontro das suas delegações da Cruz Vermelha a 01 de agosto para tentar retomar os encontros de famílias separadas pela Guerra da Coreia (1950-1953).

No entanto, Pyongyang manteve silêncio a respeito e assumiu que, a aceitar a proposta, a data para o diálogo militar (prevista para amanhã) deveria ser adiada face à falta de tempo para organizar uma agenda e designar os respetivos porta-vozes.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon