Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Pyongyang reúne milhares de pessoas em manifestação antiamericana

Logótipo de O Jogo O Jogo 24/09/2017 Administrator

Milhares de norte-coreanos participaram no sábado numa manifestação antiamericana convocada pelo regime de Pyongyang, em apoio ao líder Kim Jong Un, num momento marcado pela 'guerra' de palavras com Donald Trump, informou hoje a agência KCNA.

Segundo o texto divulgado pela agência estatal norte-coreana, mais de 100.000 pessoas participaram na concentração na praça Kim Il Sung, no centro de Pyongyang.

Durante o evento, foi lido na íntegra o comunicado de Kim Jong Un publicado na sexta-feira.

Nesse texto, o líder norte-coreano criticou o discurso de Trump na terça-feira na ONU, no qual o Presidente dos EUA ameaçava "destruir totalmente a Coreia do Norte", e classificou Trump como um "louco", lançando novas ameaças contra Washington.

Manifestantes marcharam com cartazes com 'slogans' como "vingança decisiva" e "morte para os imperialistas americanos" e entoaram palavras de ordem como "destruição total", segundo a KCNA, citada pela Associated Press.

A multidão incluía trabalhadores, funcionários do regime e estudantes, segundo a KCNA.

Os contínuos testes de mísseis pela Coreia do Norte e a dura retórica usada por Washington após a chegada em janeiro de Donald Trump à Casa Branca fizeram disparar este ano a tensão regional até níveis inéditos.

O mais recente episódio desta crise ocorreu no sábado, quando bombardeiros e caças norte-americanos voaram perto das costas da Coreia do Norte para enviar uma "mensagem clara" de que Washington dispõe de "opções militares" perante qualquer ameaça, informou o Pentágono.

Os Estados Unidos já enviaram este ano em várias ocasiões os seus aviões militares até perto da Coreia do Norte como demonstração de força.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon