Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

"Quando o Benfica faz ferozes ataques à arbitragem, está tudo bem", ironiza Francisco J. Marques

Logótipo de O Jogo O Jogo 28/09/2017 Hugo M. Monteiro

Diretor de comunicação e informação do FC Porto abordou a mensagem de Fernando Gomes e o artigo publicado na edição desta semana da revista France Football.

Francisco J. Marques utilizou o programa "Universo Porto" desta semana para abordar o texto de reflexão de Fernando Gomes sobre o atual clima que se vive no futebol português.

"Mais do que palavras, importa ter ações concretas. O futebol português precisa de ações concretas que consigam regular o que não está regulado, ou está regulado mas não é cumprido. Este problema das claques é claríssimo e muito evidente, e hoje mesmo a UEFA abriu um processo disciplinar ao Benfica pelo comportamento dos adeptos em Basileia. Das poucas imagens que vi do jogo, vi que estava pejado de faixas da claque. E nós sabemos que o Benfica está com pena suspensa durante dois anos por causa de problemas muito sérios que aconteceram em Madrid. O que aconteceu frente ao Atlético de Madrid não é diferente daquilo que acontece em Portugal, a diferença é que a UEFA agiu e em Portugal não acontece nada", começou por dizer.

© Álvaro Isidoro / Global Imagens

O texto publicado na revista France Football desta semana, que fala nos "sinais do declínio do futebol português" e de "uma claque que já esteve envolvida em incidentes que levaram à morte de adeptos adversários", foi também utilizado por Francisco J. Marques para deixar um reparo ao presidente da Federação Portuguesa de Futebol.

"O texto da France Football põe a nu as fragilidades do futebol português. O texto de Fernando Gomes, que aproveito para saudar pela eleição para o Comité Executivo da FIFA, tem um problema grave. De que adianta vir pedir paz quando não se faz nada para que a paz exista? Gostava de lembrar que, neste mesmo programa, não há muitas semanas, revelamos que o anterior presidente da Assembleia Geral da Liga, Sr. Dr. Carlos Pereira, enviou para o Benfica, para Pedro Guerra, um ficheiro com SMS do telefone de Fernando Gomes. Não era uma mensagem, como se andou a dizer. Posso garantir que são mais de 100. E o Dr. Fernando Gomes, sobre isso, não se pronunciou", referiu.

"No futebol português há um clube acima das regras. E o Benfica acha isso natural. Não há nenhum responsável do Benfica que aceite reger-se pelas mesmas regras. João Gabriel disse, em entrevista, que título do FC Porto era tributo aos árbitros. Fernando Gomes não veio, na altura, falar do clima e da linguagem. Quando o Benfica faz "ferozes ataques à arbitragem", está tudo bem. Quando é o FC Porto que faz um ataque ao ambiente e aos comportamentos irregulares do Benfica, já há problema. Estamos perante a denúncia de comportamentos irregulares", finalizou.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon