Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Quase 2.000 jovens ficaram aptos para fazer recrutamento militar obrigatório na Guiné-Bissau

Logótipo de O Jogo O Jogo 31/08/2017 Administrator

Quase 2.000 jovens ficaram aptos para fazer o primeiro recrutamento militar obrigatório na Guiné-Bissau desde 1992, anunciou hoje o general Júlio Nhaté, chefe do departamento de recursos humanos das Forças Armadas guineenses.

"Dos 2.573 chamados para o recrutamento militar obrigatório 1.994 ficaram aptos após a inspeção médica", disse o general.

Os jovens que ficaram aptos para fazer o recrutamento militar obrigatório vão ser agora divididos em dois grupos e enviados para o quartel de Cumeré durante dois meses.

"Neste momento, podemos dizer que o processo está concluído", afirmou o general, salientando que os jovens podem consultar os editais com a informação sobre quem vai fazer recrutamento militar em três liceus de Bissau e no edifício Udib, no centro da cidade.

O general guineense informou também que 20% dos 1.994 recrutados são mulheres.

O recrutamento, que decorreu em junho e julho, foi feito entre jovens com idades compreendidas entre os 18 e 25 anos de ambos os sexos, em todo o território nacional, incluindo ilhas.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon