Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Quatro dirigentes do partido timorense CNRT apresentaram demissão

Logótipo de O Jogo O Jogo 05/08/2017 Administrator

Pelo menos três dirigentes do segundo partido timorense mais votado, o CNRT, entre os quais o secretário-geral, apresentaram a sua demissão na conferência nacional do partido que decorre em Díli.

Fonte do Congresso Nacional de Reconstrução Timorense (CNRT) confirmou à Lusa que as demissões foram apresentadas na sequência do pedido de demissão apresentado na sexta-feira pelo presidente Xanana Gusmão no seu discurso de abertura da conferência de três dias.

Além do secretário-geral, Francisco Kalbuady, apresentaram também a demissão Francisco Guterres e Júlio Tomás Pinto, dirigentes de estruturas superiores do partido.

A fonte explicou que em caso de demissão do presidente os estatutos do partido preveem que no prazo de 15 dias a comissão diretiva nacional convoque um congresso extraordinário.

Exceto durante o discurso de Xanana, todos os trabalhos da conferência decorrem à porta fechada com estritas medidas de segurança, incluindo a proibição dos delegados terem consigo os seus telemóveis.

Xanana Gusmão demitiu-se na sexta-feira da presidência do CNRT, assumindo responsabilidade pela derrota do partido nas legislativas timorenses, e defendeu que o partido não deve entrar numa coligação de governo e deve ser oposição.

"Com um sentimento de tristeza, mas que não consegue reduzir um orgulho muito profundo por ter liderado um partido como o CNRT, também eu, obedecendo ao imperativo da minha consciência, tenho que tomar uma decisão sobre mim mesmo", disse o até agora líder do Congresso Nacional da Reconstrução Timorense.

"Demito-me do cargo de presidente do partido, estando sempre ao dispor desta grande organização política partidária. Nos próximos cinco anos empenhar-me-ei a prestar o meu total apoio para a melhoria e consolidação do partido CNRT, que eu respeito, porque pulsa no meu coração", anunciou.

A demissão de Xanana, que surpreendeu os dirigentes e militantes do partido, surgiu no final de um discurso em que fez uma primeira análise à derrota do partido nas eleições legislativas de 2017.

Participam na Conferência Nacional do partido cerca de 240 conferencistas, incluindo os elementos da Comissão Política Nacional (CPN) da Comissão Diretiva Nacional (CDN) e das estruturas máximas ao nível municipal e dos postos administrativos.

A reunião terminará com uma declaração final, não estando ainda confirmada a realização de uma conferência de imprensa.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon