Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

"Que os jogadores percebam: clube não se compadece com isto"

Logótipo de O Jogo O Jogo 06/05/2017 João Cardoso

Miguel Leal, treinador do Boavista, não ficou satisfeito com o empate 2-2 frente ao Nacional, este sábado, no Estádio do Bessa

Exibição: "Foi um jogo atípico, que valeu pelos golos, e mal jogado da nossa parte".

Trabalho pela frente: "Vamos pensar naquilo que temos de fazer para a frente e, especialmente, refletir por que é que isto acontece".

Cansaço ajuda a explicar exibição: "Também é verdade que os jogadores estão muito cansados. Há algum cansaço nos jogadores nucleares da equipa e isso também se pode refletir na qualidade de jogo".

Falta de concentração: "Fomos um bocado desconcentrados e entrámos mal no jogo, depois houve um período em que estivemos um bocadinho por cima, mas andámos sempre atrás do prejuízo. Não foi aquilo que nos caracteriza".

© JOSÉ COELHO

Boavista exige mais: "Às vezes, temos que dar um ou outra desculpa, mas sempre exigindo o máximo. Este clube não se compadece com este tipo de entrega e é preciso os jogadores perceberem muito bem isso".

Jogo repartido: "O Nacional teve mais oportunidades e nós tivemos a melhor oportunidade no jogo, mas no cômputo geral é um resultado ajustado".

Mensagem para o Nacional: "Queria deixar uma palavra de apreço para o Nacional e desejar felicidades para a próxima época"

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon