Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Rússia muda relva do Estádio São Petersburgo em cima da Taça das Confederações

Logótipo de O Jogo O Jogo 30/05/2017 Pedro Rocha

A relva primitiva não ganhou raízes e os custos do estádio russo já terão superado o recordista Wembley

A Rússia anunciou que vai mudar, com a aprovação da FIFA, a relva do Estádio São Petersburgo, que receberá, a 17 de junho, o encontro inaugural da Taça das Confederações, que conta com a participação de Portugal.

© Fornecido por O jogo

As autoridades russas informaram que os rolos da nova relva, plantada na região de Leninegrado [Gatchina], numa medida preventiva caso a anterior não ganhasse raízes, como veio a acontecer, já foram colocados no Estádio São Petersburgo.

A condição do relvado do Estádio São Petersburgo, que vai receber não só a abertura e a final da Taça das Confederações, a decorrer de 17 de junho a 2 de julho, como uma meia-final do Mundial 2018 tem sido a principal preocupação dos organizadores.

A FIFA determinou suspender desde o meio do mês de maio a realização de qualquer jogo no estádio, inaugurado em 22 de abril, e que terá já superado, em custos, o até agora recordista Wembley, em Londres, que ascendeu a 1,3 mil milhões de euros.

Na altura, o vice-governador de São Petersburgo, Ígor Albin, disse, numa conferência de imprensa, que a relva do estádio estava a ser submetida a um tratamento, que incluiu o recurso a aquecedores para combater o frio das noites primaveris.

Esteticamente, o estádio apresenta um aspeto de nave espacial, com teto retrátil, capacidade para mais de 68 mil espetadores e implementado numa paisagem marcada pelo rio Neva.

Portugal, na condição de campeão europeu, participa na Taça das Confederações, juntamente com as seleções da Nova Zelândia, México, Chile, Camarões, Austrália, Alemanha e a anfitriã Rússia.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon