Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Rússia também quer extradição de suspeito detido na Grécia e procurado pelos EUA

Logótipo de O Jogo O Jogo 19/09/2017 Administrator

A Rússia exigiu à Grécia a extradição do diretor russo de uma plataforma de troca de Bitcoin (moeda eletrónica) suspeito pelos Estados Unidos de ser o cérebro de uma organização criminosa de branqueamento de dinheiro, foi hoje divulgado.

O pedido russo de extradição, que data de 10 de agosto e surge depois do dos Estados Unidos, foi comunicado hoje ao suspeito, Alexander Vinnik, que dirige a plataforma BTC-e, por um procurador de Salónica, no norte da Grécia.

Vinnik, 37 anos, é alvo de um processo na Rússia por uma fraude de 9.500 euros.

O suspeito está detido em Salónica desde o final de julho, com base num mandado das autoridades norte-americanas.

A BTC-e já foi multada pelo Tesouro dos Estados Unidos em 110 milhões de dólares (91,7 milhões de euros) e Vinnik deve também pagar uma multa em nome individual de 12 milhões de dólares (10 milhões de euros).

A justiça grega deve agora pronunciar-se sobre os dois pedidos de extradição, sobre os quais caberá em última instância ao ministro da Justiça decidir.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon