Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Raul Jiménez recusa saída para o futebol chinês

Logótipo de O Jogo O Jogo 24/06/2017 O Jogo

Tal como aconteceu no mercado de inverno, período em que descartou sair para o futebol asiático, o avançado assumiu que tem "potencial" para continuar no futebol europeu

A atravessar um grande momento de forma ao serviço da seleção mexicana na Taça das Confederações, Raúl Jiménez revelou que não equaciona sair do Benfica. Citado pela Imprensa local, o avançado de 26 anos descartou uma possível mudança para o futebol chinês. "Tenho potencial e muito para dar na Europa. Ir para a China está colocado de parte", afirmou Jiménez, que em janeiro já tinha declinado propostas vantajosas para alinhar no futebol chinês.

Na altura, o avançado preferiu continuar a crescer no Benfica e agora volta a tomar a mesma opção. Grato pela aposta do emblema da Luz, Jiménez assume que "tudo pode acontecer" até ao fecho do mercado de verão, mas para já, a prioridade passa por continuar no tetracampeão nacional. "Quero dar mais à equipa que confiou em mim. Quero dar mais ao Benfica e tenho de me apresentar no clube depois da Taça das Confederações", garantiu.

© Fornecido por O jogo

Autor de sete golos em 19 jogos no campeonato nacional e de três tentos na Taça de Portugal, um dos quais na final contra o Vitória de Guimarães, Raúl Jiménez custou 22 milhões de euros aos cofres do Benfica e sobre o internacional mexicano, o presidente Luís Filipe Vieira já disse que será a venda mais cara do futebol português.

Com contrato até 2020, Raúl Jiménez é um dos quatro avançados do plantel das águias para 2017/18. Além do mexicano, que esta tarde diante da Rússia deverá cumprir o terceiro desafio a titular pela seleção, Rui Vitória conta com Jonas, Mitroglou e Seferovic, este último reforço para a nova temporada. Caso algum dos atacantes saia, os encarnados já têm acautelada uma alternativa. Lima, que defendeu o Benfica entre 2012 e 2015, é a opção eleita pela SAD encarnada para colmatar uma eventual saída do quarteto que alinha no eixo do ataque. Livre, após rescisão com o Al Ahli, Luís Filipe Vieira já acenou com um contrato de dois anos ao goleador.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon