Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Reabertura do Hospital de Valpaços vai custar mais de 3,2 milhões de euros

Logótipo de O Jogo O Jogo 20/07/2017 Administrator

O Hospital de Valpaços vai sofrer obras de remodelação e ampliação no valor global de 3,2 milhões de euros e deverá estar a funcionar em pleno no início de 2019, anunciou hoje Santa Casa da Misericórdia local.

A proprietária da unidade de saúde, a Misericórdia, e a Câmara de Valpaços realizaram hoje uma conferência de imprensa para apresentação do projeto de remodelação do hospital, que se encontra encerrado desde 2011.

O provedor Altamiro Claro afirmou que se pretende "pôr o hospital a funcionar", uma estrutura que classificou "como fundamental para o bem-estar da população".

"Vamos dar um contributo muito importante para a fixação de pessoas no concelho e lutar contra o despovoamento", adiantou.

"A saúde é o maior bem", afirmou, por sua vez, o presidente da Câmara de Valpaços, Amílcar Almeida que, desde o início do seu mandato, em 2013, assumiu como prioridade a reabertura deste hospital.

O autarca salientou a criação de empregos diretos e indiretos com a unidade de saúde.

Com o hospital serão criados cerca de 30 a 40 novos postos de trabalho, muitos deles qualificados.

Amílcar Almeida referiu ainda que o Governo "não vai investir absolutamente nada" neste projeto e que o financiamento da obra vai ser repartido entre a Misericórdia (1,6 milhões de euros) e o município de Valpaços (1,6 milhões de euros).

"É um esforço tremendo para as duas instituições", sublinhou.

Em dezembro foi assinado um memorando de entendimento com vista à reabertura do hospital, entre a Santa Casa, o município e a Administração Regional de Saúde do Norte (ARS-N), que foi homologado pelo secretário de Estado da Saúde, Manuel Delgado.

O concurso público foi lançado em março e a obra foi adjudicada na quarta-feira à empresa Norcep, Construções SA, por 2,6 milhões de euros, valor que não inclui o IVA.

O prazo de execução da empreitada é de um ano, decorrendo depois um período para a instalação de equipamentos e mobiliário.

Segundo Altamiro Claro, o Hospital de Valpaços deverá estar a funcionar em pleno no início de 2019.

A unidade de saúde disporá de bloco operatório, internamento, unidade de cuidados continuados com 20 camas, consulta externa, medicina física e de reabilitação e serviço de atendimento permanente.

Apesar de ser privado, o hospital funcionava como se fosse público devido a um acordo que a Misericórdia mantinha com a ARS-N, o qual cessou em 2011.

O hospital acabou por fechar e, na altura, foram realizadas várias manifestações por parte da população local que exigia a sua reabertura.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon