Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Real vence "batalha" de Madrid, mas Bayern ainda não perdeu a "guerra"

Logótipo de LusaLusa 23/04/2014 Lusa

O jogo, da primeira mão das meias-finais da Liga dos Campeões, deixa as duas equipas com a ambição intacta e o apuramento joga-se agora na próxima semana, em Munique.

A equipa bávara, respeitando fielmente o estilo de jogo do seu treinador, "Pep" Guardiola, chegou a ter 75 por cento de posse de bola e, no final dos 90 minutos, ainda estava ligeiramente acima dos 70 por cento - um ascendente territorial que, no entanto, não teve contrapartida em ocasiões de perigo.

O Real Madrid conseguiu em várias ocasiões ser perigosíssimo, tirando partido da velocidade dos seus valiosos jogadores, como Cristiano Ronaldo, Bale, Fábio Coentrão ou Benzema. Em ocasiões de perigo, os "merengues" equilibravam as contas, com sete remates à baliza contra dez dos atuais campeões europeus.

Uma dessas rápidas ofensivas do Real redundou mesmo no único golo da noite no Santiago Bernabeu - e com ampla participação lusa: Cristiano Ronaldo lançou, na esquerda do seu ataque, Fábio Coentrão, que, após ganhar muito bem espaço, fez um centro para a área, onde Benzema apareceu sem marcação, a "encostar" para o golo.

Nota positiva, em todo o jogo, para os portugueses, não só os obreiros do golo, mas também Pepe, "imenso" na defesa e a sair lesionado aos 73 minutos. Também para o último quarto de hora Ancelotti decidou poupar Cristiano Ronaldo, trocando-o por Bale.

Enquanto esteve em jogo, CR7 foi o habitual quebra-cabeças para a equipa adversária e teve algumas ocasiões interessantes para marcar (aos 21, 26, 47 e 68 minutos), só que ainda não foi desta que chegou ao que será o 15.º da época na prova, um recorde absoluto.

JUANJO MARTIN/EFE © 2014 JUANJO MARTIN/EFE

A "batalha de Madrid", entre as duas mais fortes equipas da "Champions" ainda em prova, pendeu para o lado do Real, graças a um belo trabalho defensivo e ao "veneno" do seu contra-golpe. No entanto, nada está resolvido e o Bayern apresentou qualidade suficiente, com o seu futebol apoiado e geométrico, para uma segunda mão de grande nível, também.

Jogo no estádio Santiago Bernabeu, em Madrid.

Real Madrid - Bayern, 1-0.

Ao intervalo: 1-0.

Marcador:

1-0, Benzema, 19 minutos.

Equipas:

- Real Madrid: Casillas, Carvajal, Pepe (Raphael Varane, 73), Sergio Ramos, Fábio Coentrão, Xabi Alonso, Modric, Isco, Di Maria, Cristiano Ronaldo (Bale, 73) e Benzema.

(Suplentes: Diego Lopez, Marcelo, Raphael Varane, Casemiro, Illaramendi, Morata e Bale).

Treinador: Carlo Ancelotti.

- Bayern: Neuer, Rafinha (Javi Martinez, 66), Boateng, Dante, Alaba, Lahm, Schweinsteiger (Thomas Muller, 74), Kroos, Robben, Ribery (Gotze, 72) e Mandzukic.

(Suplentes: Zingerle, Raeder, Weiser, Javi Martinez, Pizarro, Gotze e Thomas Muller).

Treinador: Josep Guardiola.

Árbitro: Howard Webb (Inglaterra).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Isco (57).

Assistência: cerca de 80 mil espetadores.

FB // VR

AdChoices
AdChoices
image beaconimage beaconimage beacon