Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Recém-formada tempestade tropical Lidia causa chuvas no México

Logótipo de O Jogo O Jogo 31/08/2017 Administrator

A tempestade tropical Lidia, que se formou no Oceano Pacífico a partir de uma depressão, tem provocado chuvas e ventos fortes e ondulação no oeste do México e na Baixa Califórnia, informou o Serviço Meteorológico do México.

Segundo o mais recente boletim meteorológico, pelas 19:15 de quarta-feira (01:15 em Lisboa), o fenómeno localizava-se a 290 quilómetros a sudeste do cabo San Lucas, na Baixa Califórnia, e a 325 quilómetros a oeste do cabo Corrientes, Jalisco, e movia-se em direção a noroeste a 11 quilómetros por hora.

A tempestade tropical Lidia transporta ventos sustentados de 65 quilómetros por hora e rajadas de até 85 quilómetros por hora.

Em coordenação com o Centro Meteorológico Regional Especializado (CMRE), em Miami (EUA), o Serviço Meteorológico do México (SMN) definiu uma zona de vigilância para Baixa Califórnia Sul e Sinaloa.

Face às previsões de chuvas torrenciais e fortes ventos e ondulação em diferentes zonas, as autoridades recomendaram à população que extreme as medidas de precaução, deixando também alertas à navegação.

Segundo o prognóstico do SMN, o Lidia vai tocar terra hoje de manhã no município de La Paz, no estado de Baixa Califórnia Sul.

O Aeroporto Internacional da Cidade do México (AICM) suspendeu na noite de quarta-feira as operações "por segurança" devido "às condições meteorológicas" na capital mexicana por causa das tempestades Lídia, no Pacífico, e Harvey, entretanto convertido em depressão tropical, sobre o estado de Louisiana, nos Estados Unidos.

"Por segurança e devido às condições meteorológicas foram suspensas temporariamente as partidas e as chegadas", comunicou o AICM através da rede de mensagens instantâneas Twitter às 19:35 (01:35 em Lisboa).

Numa mensagem posterior detalhou que "a partir das 18:40 (00:40 em Lisboa), devido à forte precipitação, o AICM encontra-se encerrado".

Em comunicado, a Secretaria da Proteção Civil da Cidade do México tinha alertado já para a ocorrência de fortes chuvas na tarde e noite de quarta-feira em grande parte da capital.

A caminho das Caraíbas encontra-se entretanto a a tempestade tropical Irma, a nona da temporada no Oceano Atlântico, que se formou perto de Cabo Verde e deve transformar-se em furacão ainda hoje, segundo o Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon