Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Reclusos sobem ao palco em Leiria na terceira edição do projeto "Ópera na Prisão"

Logótipo de O Jogo O Jogo 07/07/2017 Administrator

Catorze reclusos do Estabelecimento Prisional Regional de Leiria sobem ao palco do Teatro Miguel Franco no sábado, no primeiro momento público da terceira edição do projeto "Ópera na Prisão", que visa a reintegração social através das artes.

Aquela sala de espetáculos de Leiria receberá a primeira experiência de parte dos 40 elementos envolvidos nesta nova produção, cuja preparação teve início há um ano e termina em 2019.

"Os reclusos tiveram um primeiro ano em que nós conhecemos os seus universos artísticos e pessoais e eles nos conheceram a nós, bem como o universo da música lírica/clássica. Antes de iniciar o segundo ano, em que se preparará uma ópera propriamente dita, temos uma primeira experiência de palco, que é o que vai acontecer este sábado", explica o diretor artístico de "Ópera na Prisão", Paulo Lameiro.

Nesta apresentação, intitulada "Pavilhão Mozart Zeropontoum", os reclusos vão "saber o que é ir a palco e ganhar a experiência de exposição artística em público, com o acréscimo de o fazerem fora da prisão", sublinha.

O programa inclui duas das árias que fazem parte da ópera em preparação, "Cosí fan tutte" de Mozart, e também outras músicas contemporâneas, que integram o universo musical do elenco.

A acompanhá-los estará uma das solistas profissionais que integrará o espetáculo final, a soprano Carla Simões, que terá o papel de "Fiordiligi".

Paulo Lameiro acrescenta que esta será também "a oportunidade de ouvir alguns dos anteriores intérpretes que, estando já em liberdade, continuam a acompanhar de perto o projeto e a fazer o caminho de integração social com o 'Ópera na Prisão'".

Lançado pela Sociedade Artística Musical dos Pousos (SAMP), o programa "Ópera na Prisão" é apoiado pelo Programa PARTIS, da Fundação Calouste Gulbenkian.

A apresentação no sábado está marcada para as 15:30 e terá medidas de segurança especiais.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon