Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Registados 44 incidentes em Macau, onde continua içado sinal 8 de tufão

Logótipo de O Jogo O Jogo 15/10/2017 Administrator

O sinal 8 de tufão continuava içado hoje a meio da tarde em Macau, com a proteção civil a contabilizar 44 incidentes, maioritariamente queda de objetos, e sem registos de danos pessoais.

De acordo com o 'site' dos Serviços Meteorológicos e Geológicos (SMG) do território, o tufão Khanun encontrava-se às 16:00 (09:00 em Lisboa) a cerca de 180 quilómetros a sudoeste de Macau e encaminhava-se para a província chinesa de Leizhou, na província de Guangdong, adjacente ao território.

O sinal 8, hasteado às 10:00, deverá continuar içado durante o resto do dia, prevendo-se uma intensificação do vento nas próximas horas, indicaram. De acordo com as últimas previsões, a probabilidade de vir a ser emitido o sinal 9 é muito baixa.

A escala de alerta de tempestades tropicais é formada pelos sinais 1, 3, 8, 9 e 10, os quais são hasteados tendo em conta a proximidade da tempestade e a intensidade dos ventos.

Os SMG mantêm também em vigor o aviso de 'storm surge' [subida no nível das águas] de grau 1 (amarelo).

O Centro de Operações da Proteção Civil (COPC) registou um total de 44 incidentes ocorridos em Macau e nas ilhas, incluindo 30 casos de queda de anúncios, toldos, placas metálicas e janelas, sete casos de quedas de árvores e antenas, e três casos de queda de andaimes.

As ligações marítimas de e para Macau também se encontram suspensas devido ao tufão, que levou ao cancelamento de pelo menos 70 voos com partida ou chegada prevista para hoje, indicou o Aeroporto Internacional de Macau.

Desde as 11:25 que estão encerradas ao trânsito as pontes Nobre de Carvalho, Amizade, Sai Van e Flor de Lótus, ficando apenas aberto o tabuleiro inferior de Sai Van, informou o COPC. Os serviços de migração do Posto Fronteiriço do Cotai foram suspensos às 11:05.

A 23 de agosto, a passagem do tufão Hato por Macau, o mais forte em 53 anos, fez dez mortos e mais de 240 feridos e provocou graves inundações, particularmente na zona ribeirinha do Porto Interior, quase sempre afetada pelas tempestades que atingem o território.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon