Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Regulador das telecomunicações nega proposta da Oi para trocar dívida por investimento

Logótipo de O Jogo O Jogo 23/10/2017 Administrator

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), que fiscaliza as operadoras de telecomunicações do Brasil, negou hoje a proposta da Oi de trocar as dívidas que tem ao órgão regulador por investimentos.

A decisão, comunicada em nota, destaca que, por unanimidade, o conselho da Anatel decidiu pela não celebração do Termo de Compromisso de Ajustamento de Conduta (TAC) - que previa trocar as multas por investimentos em infraestrutura - com o grupo Oi.

"O andamento não satisfatório das tratativas [acordos] à construção de um plano de recuperação judicial sustentável para o grupo Oi trouxe à Agência questionamentos sobre a capacidade do grupo honrar os compromissos que viriam a ser assumidos no âmbito dos TAC's", destacou o órgão regulador.

"Ao longo dos 16 meses transcorridos desde o pedido de recuperação judicial foi possível verificar que os sucessivos planos apresentados pela empresa não contemplaram garantias de haveres [...] suficientes ao cumprimento dos compromissos a serem firmados [...] tais obrigações negociais devem ser executadas em um prazo máximo de quatro anos, conforme previsto na regulamentação aplicável", completou.

Na última sexta-feira, a Oi sofreu outro revés, quando um pedido de adiamento da assembleia geral de credores, feito por um grupo de 'bondholders' (detentores de títulos de suas dívidas emitidas fora do Brasil) e de grandes bancos, foi aceite pela Justiça do Rio de Janeiro, adiando a apreciação do plano de recuperação judicial da operadora.

A situação da Oi, na qual a portuguesa Pharol é acionista de referência com 27% das ações, agravou-se em junho do ano passado quando a empresa não conseguiu negociar as dívidas, que na época somavam 65 mil milhões de reais (17,3 mil milhões de euros), e teve que iniciar um processo de recuperação judicial.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon