Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Remessas dos emigrantes nos PALOP caem 21,1% em agosto para 16,2 milhões de euros

Logótipo de O Jogo O Jogo 19/10/2017 Administrator

As remessas dos emigrantes portugueses a trabalhar nos PALOP desceram 21,1% em agosto, para 16,2 milhões de euros, enquanto os imigrantes lusófonos enviaram 3,4 milhões, descendo 12,6% face a agosto de 2016.

De acordo com os dados do Banco de Portugal, divulgados hoje, os emigrantes portugueses a trabalhar nos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa (PALOP) enviaram 16,2 milhões de euros, o que representa uma descida de 21,1% face aos 20,5 milhões enviado em agosto de 2017.

Angola, como é tradicional, representa a esmagadora maioria deste valor, com 15,5 milhões de euros enviados pelos portugueses a trabalhar no maior produtor de petróleo da África subsaariana, a par da Nigéria.

Este valor de 15,5 milhões de euros representa uma descida de 21,1% face aos 19,7 milhões de euros enviados pelos portugueses em agosto do ano passado.

Em sentido inverso, os estrangeiros lusófonos a trabalhar em Portugal enviaram para os seus países de origem 3,4 milhões de euros, o que representa uma descida de 10,7% face aos 3,9 milhões enviados em agosto do ano passado.

A nível global, as remessas dos emigrantes portugueses subiram 17,1%, para 297,8 milhões de euros, em agosto face ao mesmo mês de 2017, enquanto os imigrantes enviaram para os seus países menos 12,6% que no período homólogo.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon