Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Ricardo Ferreira estuda convite do Canadá

Logótipo de O Jogo O Jogo 09/09/2017 Ana Proença
© Paulo Jorge Magalhães/Global Imagens

Defesa pondera aceitar proposta para representar a seleção do continente americano. Regresso à competição depende apenas de Abel

Ricardo Ferreira está entusiasmado com a possibilidade de poder voltar a jogar pela seleção canadiana, que já representou nas camadas jovens. Filho de pais emigrantes e nascido em Mississauga, cidade da província de Ontário, o defesa-central tem estado durante as últimas semanas em contacto com os responsáveis da federação do Canadá, em especial com o selecionador Octavio Zambrano, que já mostrou interesse, até publicamente, em contar com o jogador do Braga.

Neste momento, Ricardo Ferreira ainda não deu uma resposta definitiva à federação canadiana, até porque, aos 24 anos, também ainda pode acalentar a esperança de representar a Seleção Nacional, que, como se sabe, tem os principais jogadores do centro da defesa bem acima dos 30 anos.

Uma decisão final sobre este assunto dependerá agora da evolução da carreira do jogador e daquilo que lhe reservará o futuro próximo. Certo é que o central tem fortes ligações ao Canadá, tendo mesmo representado as seleções mais jovens em alguns torneios. Numa dessas competições, que se realizou em França, então ao serviço da seleção de sub-12, Ricardo Ferreira chegou mesmo a receber um prémio (equipa fair play) das mãos de Zinedine Zidane, atual treinador do Real Madrid e que, na altura, ainda estava no ativo.

Ricardo Ferreira viveu no Canadá até aos 15 anos, altura em que se mudou para Portugal, depois de ter sido aceite no FC Porto numa sessão de captação de talentos em que participou durante as férias de verão. Apesar disso, a ligação ao Canadá continua a ser muito forte e poderá levá-lo a dizer "sim" ao convite feito por Octavio Zambrano.

Antes disso, no entanto, Ricardo Ferreira terá de regressar à competição - ainda não jogou esta época - e recuperar o estatuto de titular no Braga. O percurso do defesa-central tem sido marcado por várias lesões, mas agora já está completamente apto, depois de três semanas de trabalho sem limitações. Na teoria, Ricardo é o melhor central que o Braga tem no seu plantel, pelo que o regresso à titularidade será agora uma questão de tempo. Na prática, a chamada do defesa está apenas dependente da decisão de Abel Ferreira, que neste início de época tem apostado na rotatividade dos restantes três centrais (Rosic, Raúl Silva e Bruno Viana).

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon