Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Rodman regressa da Coreia do Norte sem revelar se teve encontro com Kim Jong-un

Logótipo de O Jogo O Jogo 17/06/2017 Alcides Freire

O antigo jogador de basquetebol, Dennis Rodman, esteve cinco dias na Coreia do Norte

O ex-jogador da NBA Dennis Rodman terminou uma visita de cinco dias à Coreia do Norte, mas não revelou se se encontrou com o líder norte-coreano Kim Jong-un.

"Foi uma viagem muito boa", afirmou Rodman em declarações à impressa no aeroporto internacional de Pequim, depois de aterrar de um voo vindo de Pyongyang.

O ex-jogador de basquetebol não quis dar mais pormenores sobre a sua quinta visita ao país, e ao ser questionado sobre se teve um encontro com Kim Jong-un, respondeu: "É uma boa pergunta... Saberão mais tarde".

Rodman chegou a Pyongyang na terça-feira com o objetivo de "abrir a porta" ao diálogo com o país, segundo o próprio.

A sua visita aconteceu num momento de particular tensão entre Pyongyang e Washington devido aos regulares testes de armamento norte-coreanos.

Rodman viajou para a Coreia do Norte como cidadão privado e não foi em representação oficial, segundo assegurou o Departamento de Estado norte-americano.

Horas depois da sua chegada à Coreia do Norte, o regime libertou Otto Warmbier, um estudante universitário norte-americano que tinha sido condenado a 15 anos de prisão com trabalhos forçados por tentar roubar um poster de propaganda.

© Fornecido por O jogo

Warmbier esteve confinado durante 17 meses, aparentemente entrou em coma pouco depois de ter sido preso. Pyongyang afirmou na quarta-feira que decidiu libertá-lo por "razões humanitárias".

As autoridades, tanto em Washington como em Pyongyang, afirmaram que Dennis Rodman não teve qualquer papel na libertação do estudante.

Em Pyongyang, Rodman ofereceu ao ministro do Desporto norte-coreano uma cópia do livro do presidente norte-americano, Donald Trump, "The Art of the Deal".

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon