Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Romance de Javier Marías inédito em Portugal vai ser publicado até final do ano

Logótipo de O Jogo O Jogo 23/10/2017 Administrator

"O teu rosto amanhã", considerado a obra-prima do escritor espanhol Javier Marías, é um romance dividido em três volumes, inéditos na totalidade em Portugal e que vão ser publicados até ao final deste ano pela Alfaguara.

O primeiro volume desta trilogia, "Febre e lança", foi editado em Portugal, em 2005, pela D.Quixote, que nunca publicou os outros dois volumes.

O primeiro entretanto esgotou e nunca mais foi reeditado, ficando, assim, aquele que é apelidado como "o grande empreendimento" de Javier Marías, desconhecido na quase totalidade em Portugal.

"Esta é a primeira vez que é editada a coleção completa, conforme foi editada lá fora, ou seja, dividida em três livros" (publicados em 2002, 2004 e 2007), disse à agência Lusa fonte da Alfaguara, chancela da Penguin Random House, que relançou o primeiro volume em setembro e lança agora o segundo -- "Dança e sonho" -, o primeiro inédito em Portugal.

Para o dia 02 de novembro, está prevista a saída do terceiro e último volume, intitulado "Veneno e sombra e adeus", acrescentou.

"O teu rosto amanhã" conta a história de Jaime Deza, um homem que deixa Madrid e regressa a Inglaterra, em cuja Universidade de Oxford lecionara anos antes. Aqui reencontra um velho professor reformado e descobre possuir o raro "dom" de ler consciências e antever o que as pessoas farão no futuro, ou seja, "de ver hoje como serão os rostos de amanhã".

Entre a intimidade do casamento de Deza e as traições mortais da Guerra Civil Espanhola, Javier Marías tece uma história que "nada fica a dever aos melhores romances de espionagem" e, pelo caminho, "tece uma reflexão extraordinária sobre a natureza humana", diz a editora.

No romance, o pai do protagonista evoca em linhas gerais a biografia do próprio pai do escritor, o filósofo espanhol Julián Marías (1914-2005), perseguido pelas autoridades da ditadura de Francisco Franco, tendo sido impedido de lecionar.

Nascido em Madrid, em 1951, Javier Marías é considerado um dos mais destacados autores espanhóis da atualidade, tendo recebido os mais importantes prémios ao longo da sua carreira literária, que se desdobra em romances, contos, antologias e coletâneas de ensaios e crónicas.

A sua obra encontra-se publicada em quarenta e dois idiomas e cinquenta e quatro países, com seis milhões de exemplares vendidos em todo o mundo.

"Todas as Almas", "Paixões Passadas", "Coração tão Branco", "Os Enamoramentos", "Literatura e Fantasma", "Amanhã na Batalha Pensa em Mim" são alguns dos títulos do escritor publicados em Portugal.

É membro da Real Academia Espanhola e o seu nome tem sido apontado como um dos prováveis candidatos ao Prémio Nobel da Literatura.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon