Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Ronaldão descobriu o "chavalinho" e outras histórias de CR7 na Madeira

Logótipo de O Jogo O Jogo 28/03/2017 Alcides Freire

Ex-médio do Marítimo, Joel recorda o primeiro contacto com Cristiano Ronaldo, o craque que esta terça-feira joga pela primeira vez na Madeira pela Seleção Nacional

Joel é um dos amigos de Cristiano Ronaldo. Dono do bar da Quinta Falcão, é uma cara conhecida dos amantes do futebol. Jogou no Marítimo de 1999 a 2005, representou ainda os outros dois grandes clubes madeirenses, o União e o Nacional, e aos 42 anos ainda joga, agora no Ribeira Brava. A amizade com o CR7 começou quando o craque estava a dar os primeiros passos no Sporting. "Conheço-o pessoalmente a partir do momento em que o defrontei num jogo com o Sporting, em Alvalade. Perdemos 1-0. Ele reconheceu-me. Isso para mim foi gratificante. Curiosamente, comecei por me apresentar e disse-lhe: "Olá, Ronaldão, sou o Joel, da Câmara de Lobos". E ele disse: "Eu conheço-te chavalinho, sei que que és o Joel". Isso para mim, pá...", contou, emocionado, o médio. Depois da pausa, os elogios ao CR7 não pararam. "Desde aquele momento, para mim o Ronaldo é o melhor", justificou, enquanto mostrava uma fotografia a disputar um lance com o então jogador leonino.

citacaoDono do bar que fica em frente à antiga casa de Cristiano narra histórias vividas por dentro

© Fornecido por O jogo

No bar, onde estão duas mesas de bilhar, Joel emoldurou duas camisolas, uma que ele próprio vestiu quando representava o Marítimo, outra do Manchester que lhe foi oferecida pelo craque. "O Ronaldo esteve cá há dois ou três anos. Quando veio, durante meia hora quem quisesse falar com ele ou tirar fotografias, ele estava sempre disponível. Nunca recusou nada. Dou valor a isso. Nunca disse não a uma criança, nunca recusou uma fotografia. Está sempre disponível", lembrou.

REPORTAGEM COMPLETA NA EDIÇÃO E-PAPER. ASSINE AQUI

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon