Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

"Ronaldo estava à espera do apoio público do presidente"

Logótipo de O Jogo O Jogo 17/06/2017 O Jogo

Liberman, conhecido jornalista argentino e amigo próximo de Ronaldo, revelou que o português se sente "triste e incomodado" pela falta de apoio do Real Madrid.

© MARIO CRUZ/LUSA

Depois de uma semana dominada pela acusação oficial do fisco espanhol e pela forte possibilidade de Cristiano Ronaldo abandonar o Real Madrid, pouco se sabe ao certo acerca do estado de espírito do português.

No entanto, Martín Liberman, conhecido jornalista argentino e amigo próximo de Ronaldo, desvendou alguns dos pensamentos do português acerca da polémica em que está envolto.

"Todos me perguntam pelo Cristiano e não quis dizer nada antes de falar com ele. A verdade é que temos uma boa relação e falamos frequentemente. Está na Rússia, muito concentrado na seleção e na Taça das Confederações, mas devo dizer-vos que está muito triste e chateado com o clube", escreveu no Instagram.

"Ronaldo considera muito injusto o tratamento que está a receber por parte do fisco espanhol e esperava, pelo menos, uma manifestação pública de apoio por parte do presidente, vice-presidente ou até diretor desportivo do clube, algo que não aconteceu. A relação ficou, portanto, algo deteriorada. Vamos ver o que acontece, mas percebi que estava triste, chateado e enojado, ainda que muito concentrado na Taça e em Portugal", pode ler-se.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon