Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Ronaldo isola-se no terceiro lugar dos melhores marcadores de seleções europeias

Logótipo de LusaLusa 09/06/2017
MÁRIO CRUZ/LUSA © LUSA / MÁRIO CRUZ MÁRIO CRUZ/LUSA

Riga, 09 jun (Lusa) - Cristiano Ronaldo isolou-se hoje no terceiro lugar da lista dos melhores marcadores de sempre de seleções europeias de futebol, após ter marcado um golo frente à Letónia, em jogo de apuramento para o Mundial2018.

O avançado da seleção nacional adiantou Portugal, aos 41 minutos, e passou a ter 72 com a camisola das 'quinas', deixando assim para trás Miroslav Klose, que fez 71, entre 2001 e 2014, ao serviço da Alemanha.

A nível mundial, Ronaldo passou a ser o oitavo jogador de sempre com mais tentos pelo seu país.

Nas contas europeias, a lista é liderada pelo lendário Ferenc Puskas, que fez 84 golos pela Hungria, entre 1948 e 1956. O antigo avançado também representou a Espanha, mas acabou por nunca marcar. Na segunda posição está Kocsis, também húngaro, que alcançou 75 entre 1948 e 1956.

A nível mundial, o iraniano Ali Daei (1993-2006) é o recordista máximo com 109 golos, seguindo de Puskas, segundo, e do japonês Kamamoto (1966-1977), terceiro com 80.

Ronaldo, que conta com 139 jogos por Portugal, fez o seu primeiro golo pela seleção nacional em 12 de junho de 2004, com apenas 19 anos, na derrota frente à Grécia, por 2-1, no primeiro jogo do Europeu desse ano, que decorreu em solo luso.

Dez anos depois, em 26 de junho, o avançado do Real Madrid chegou à marca dos 50 no triunfo por 2-1 sobre o Gana, no Mundial2014, no Brasil, e em março de 2017, perante a Hungria (3-0), no apuramento para próximo Campeonato do Mundo, fez dois no Estádio do Luz e alcançou os 70.

LG // VR

AdChoices
AdChoices
image beaconimage beaconimage beacon