Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Rui Barros antes da Juve: "Não podemos alterar aquilo que somos"

Logótipo de O Jogo O Jogo 14/03/2017 Hugo M. Monteiro
© Reprodução/Twitter

Adjunto de Nuno Espírito Santo no FC Porto fez uma curta antevisão ao duelo da segunda mão dos oitavos de final da Liga dos Campeões, diante da Juventus, que representou enquanto jogador.

Rui Barros acredita que um FC Porto fiel à sua identidade pode discutir a eliminatória da Liga dos Campeões com a Juventus.

"Não podemos alterar aquilo que somos. Não podemos exagerar nas bolas longas, a equipa está preparada, tem vindo de jogos fantásticos. Que joguem um bom futebol, o ideal será estar a ganhar na primeira parte", assinalou o adjunto de Nuno Espírito Santo, em declarações à RTP, antes do início do encontro.

"Sabemos que a Juventus é muito forte, que não perde no seu estádio, mas há sempre uma primeira vez. Esperemos que os nossos jogadores estejam à altura do desafio. A Juventus é uma equipa completa, mesmo que faltem dois ou três. A equipa tem sempre a mesma seriedade e competência. Na frente tem quatro jogadores fantásticos, mas defensivamente somos muito fortes e esperamos anular o ponto forte da Juventus", acrescentou o antigo jogador dos dragões e dos "bianconeri". Rui Barros representou a Juve entre 1988 e 1990:

"A minha recordação desses tempos é de anos fantásticos. Alguns ainda se lembram de mim. Mas isso são coisas passadas, ainda bem que se recordam", completou. Através das redes sociais, o FC Porto assinalou a agitação mediática em redor do antigo internacional português.

twitter841721479620382720

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon