Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Rui Costa 25º após etapa rainha

Sportinveste 15/06/2014 Fonte: Sportinveste Multimédia
Rui Costa iniciou a defesa do título na Volta à Suíça com um 28.º lugar no contra-relógio da primei ...: Rui Costa arranca em 28º na defesa do título © Sportinveste Multimédia Rui Costa arranca em 28º na defesa do título

A segunda tirada da prova não significou grandes diferenças e o português chegou integrado no pelotão principal.

A etapa rainha da Volta à Suíça, logo no segundo dia da prova ciclista de seis dias, acabou por não proporcionar grandes diferenças na chegada a Sarnen, com cerca de 80 unidades a entrar no primeiro pelotão. A passagem por duas montanhas de categoria especial na etapa Bellinzona-Sarnen (182 km) prometia uma luta mais intensa entre os melhores, só que a maioria dos candidatos, entre os quais o português Rui Costa, prescindiu das hostilidades e chegou agrupado à meta, a 14 segundos apenas do trio de fugitivos que aguentou o esforço até ao fim.

O australiano Cameron Meyer (Orica GreenEDGE) venceu em 5:08.18, com o irlandês Philip Deignan (Sky) e o norte-americano Lawrence Warbasse (BMC) na sua roda, e o pelotão liderado pelo eslovaco Peter Sagan (Cannondale) um pouco mais atrás.

Entrando nesse largo grupo de oito dezenas de ciclistas, o alemão Tony Martin (Omega Pharma-QuickStep) mantém a camisola amarela, com o holandês Tom Dumoulin (Giant) a seis segundos e o australiano Rohan Dennis (Garmin) a 13.

Rui Costa (Lampre-Merida) foi 39º, Nélson Oliveira (Lampre-Merida) 50º e André Cardoso (Garmin) 20º, sem perderem tempo para Tony Martin. Na geral, Costa sobe três lugares, para 25º (a 42 segundos), Nélson Oliveira sobe 22, para 57º (a 1.07 minutos) e André Cardoso sobe 72, para 77º (a 1.31).

Ao contrário do que seria de esperar, face ao traçado, a fuga do dia, logo aos 15 quilómetros, conseguiu vingar até à meta, com o sexteto inicial a cair no fim para trio. O holandês Laurens ten Dam (Belkin) foi dos poucos que tentou escapar ao grupo principal, antes que a Cannondale tomasse conta do ritmo, a preparar, sem êxito, uma chegada em pelotão para Peter Sagan.

Apesar da extensão do pelotão principal, houve nomes de primeira linha que não conseguir acompanhar o ritmo e cederam mais que o esperado nas subidas do Gothardpass e o Grimselpass. É o caso de dois antigos vencedores da Volta à Suíça, ambos ao serviço da Trek: o suíço Fabian Cancellara, que cedeu 18.50 minutos, e o luxemburguês Frank Schleck, atrasado 16.11

Na segunda-feira há menos dificuldades, com três contagens de segunda nos 203 quilómetros entre de Sarnen para Heiden.

Fonte: OJOGO

AdChoices
AdChoices
image beaconimage beaconimage beacon