Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Rui Vitória: "Desistência não entra no nosso vocabulário"

Logótipo de O Jogo O Jogo 01/10/2017 Hugo Monteiro

Rui Vitória, treinador do Benfica, aborda o empate a um golo em casa do Marítimo.

Jogo: "Entrámos bem, fizemos o golo, num campo muito difícil. Foi um jogo muito disputado. Não é por acaso que o Marítimo não perde em casa há um ano. Uma bola para qual estávamos avisados, cruzamentos largos, e acabámos por sofrer um golo. Em condições normais, tirando este momento, tínhamos mais clarividência para concretizar as ocasiões que tivemos. Em termos de entrega e postura, não tenho nada a dizer".

Paragem: "Temos agora 15 dias de intervalo. Vamos aproveitar para retificar, trabalhar, para os índices de alguns jogadores subir. Vamos aproveitar para nos fecharmos, reunir, tratar das nossas questões. Só assim se consegue melhorar".

© Homem de Gouveia/Lusa

Uma vitória fora da Luz: "São fases. Tive uma fase em que não se fazia golos, depois batemos recordes de vitórias fora. Vai chegar o momento em que vamos embalar. Importante é ir à procura da próxima vitória, nas Aves. Antes temos a Taça de Portugal".

Sem aproveitar empate no Clássico: "Evidente que agora não se pode fazer nada. Mais do que a questão dos adversários, queríamos somar três pontos. A nossa imagem não é a de quarta-feira. Tínhamos aqui a oportunidade para a equipa mostrar o que vale. Não nos aproximámos, mas a desistência não entra no nosso vocabulário".

Praticamente o mesmo onze de Basileia: "Foi uma prova de confiança. Se há oito dias tínhamos feito um jogo muito bom contra o Paços... De facto na quarta-feira não correu bem. Infelizmente não conseguimos a vitória, mas trabalhámos para isso. A lucidez e clarividência faltam em determinados momentos".

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon