Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Rui Vitória recusa euforias e assegura "foco" nas quatro "finais" do Benfica

Logótipo de LusaLusa 28/04/2017 Marco Oliva
FRIEDEMANN VOGEL/EPA © EPA / FRIEDEMANN VOGEL FRIEDEMANN VOGEL/EPA

Lisboa, 28 abr (Lusa) - O treinador do Benfica recusou hoje qualquer euforia pela liderança isolada, a quatro jornadas do final da I Liga portuguesa de futebol, e assegurou que os ‘encarnados' não se "desviam" das "quatro finais" que têm pela frente.

Rui Vitória, que fazia a antevisão da receção ao Estoril-Praia, da 31.ª jornada, marcada para sábado, disse que as ‘águias' não entram em "conversas paralelas", nem nas "ondas que se querem fazer", apesar da vantagem de três pontos sobre o FC Porto, segundo classificado.

“O futebol é ação e é no jogo que se resolvem as coisas. Estamos na frente e quem está à frente está mais satisfeito do que quem vem atrás. Focamo-nos no Estoril, porque não sabemos qual o jogo que vai decidir o campeonato. Estamos preparados para os jogos que aí vêm. As conversas na comunicação social não nos desviam. O nosso foco é a final de amanhã (sábado)”, frisou, em conferência de imprensa.

De resto, o técnico voltou a utilizar a palavra "foco" várias vezes, para reforçar a vontade do Benfica em ultrapassar o que falta do campeonato, e mostrou-se pouco preocupado com o facto de o FC Porto ter desperdiçado, mais do que uma vez, a possibilidade de ultrapassar os atuais líderes.

"O FC Porto podia ultrapassar-nos quando empatámos em Paços de Ferreira e aqui na Luz, e aí nem merecia. Estamos na frente há muito tempo (desde a quinta jornada), sabemos o que temos a fazer, o que nos trouxe até aqui e o que nos falta. Estamos muito envolvidos, unidos, ligados e com o foco de ganhar as quatro finais. Sobre os outros, que sejam os outros a falar", referiu.

Por outro lado, Rui Vitória deixou elogios à evolução do Estoril desde que Pedro Emanuel assumiu o comando técnico dos ‘canarinhos'.

"Vamos encontrar uma equipa que tem vindo a melhorar de forma significativa em termos de resultados e exibições. Desde que o Pedro (Emanuel) entrou, as coisas entraram no rumo certo. Tem jogadores de qualidade e querem vir cá somar pontos para ficarem a salvo de qualquer problema de descida”, analisou.

Contudo, o treinador benfiquista lembrou que o Benfica é o líder, vai jogar em casa e nem o facto de o Estoril ter causado problemas na segunda mão das ‘meias' da Taça de Portugal, na Luz (3-3), vai inspirar cuidados adicionais.

“Nunca mudo nada em especial para qualquer adversário, mas tenho sempre atenções especiais para todos os adversários. Sei que do outro lado estão jogadores de qualidade. O Kléber, por exemplo, tem feito uma série de golos desde que o Pedro assumiu a equipa. Mas não podemos virar isto ao contrário. É um jogo dificílimo para o Estoril, disso não tenho dúvidas", vincou.

Rui Vitória revelou que o avançado brasileiro Jonas "está convocado e disponível para ir a jogo", após ter falhado o dérbi com o Sporting, sendo que o central Jardel é o único atleta do plantel que se encontra limitado.

O treinador das ‘águias' foi ainda questionado sobre as declarações proferidas pelo treinador portista Nuno Espírito Santo, que na véspera afirmou que não pode haver medo de favorecer o FC Porto. Rui Vitória acabou por deixar alguns ‘recados', ainda que ressalvando que não eram direcionados ao homólogo portista.

“No dia 06 de janeiro, disse que, quando apontamos um dedo, temos três apontados para nós. Temos muitos pensadores. Estamos na altura de deixar de pensar e começar a fazer. Isto não tem nada a ver com o treinador do FC Porto. Importante é atuar, alguém acima de nós que atue sobre uma série de coisas. Somos um país simpático para toda a gente, somos campeões europeus, temos os melhores treinadores, o melhor jogador, já tivemos o melhor árbitro e estamos nisto. Ninguém toma posições”, questionou.

Benfica, líder com 72 pontos, e Estoril-Praia, 14.º classificado com 31, jogam no sábado, a partir das 18:15, no Estádio da Luz, em Lisboa, num encontro que será dirigido pelo árbitro Hugo Miguel, da Associação de Futebol de Lisboa.

MYO // PFO

AdChoices
AdChoices
image beaconimage beaconimage beacon