Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Rui Vitória vê Wenger como referência e fala em "reset" para a nova época

Logótipo de O Jogo O Jogo 28/07/2017 Hugo Monteiro
© Gustavo Bom/Global Imagens

Na véspera de defrontar o Arsenal, na primeira jornada da Emirates Cup, o treinador do Benfica elogiou o seu homólogo e traçou os objetivos dos encarnados para 2017/18, em entrevista reproduzida no Facebook dos "gunners".

Preparação da Supertaça e participação na Emirates Cup: "É uma competição mais exigente, que está dentro do que tem sido o nosso planeamento. Vamos entrar na última etapa da pré-época para preparar a Supertaça, vamos participar com muito agrado neste torneio, que tem grande qualidade e níveis de intensidade elevados. À medida que o tempo vai passando vamos ficando cada vez melhores. Estamos muito contentes por fazer parte desta competição".

Sobre a evolução do grupo de trabalho: "A equipa está dentro dos parâmetros que delineámos. Tivemos três semanas de trabalho, em que alguns jogadores entraram em dias distintos. Uns tiveram férias maiores, outros menores. Há jogadores novos no clube... À medida que o tempo for passando, a ideia é ficar com uma equipa cada vez mais sólida e coesa, no sentido de estarmos todos a trabalhar juntos. Os objetivos têm sido alcançados".

Prestígio da Emirates Cup: "É um torneio de grande nível, com uma organização que roça a excelência. É uma satisfação fazer parte deste conjunto de equipas. É evidente que são dois jogos de intensidade alta em dias seguidos [Arsenal e Leipzig], mas vamo-nos preparar. O mais importante é o que vem a seguir, a Supertaça e a primeira jornada do campeonato".

Sobre o Arsenal: "Sempre de grande qualidade, com futebol atrativo, com jogadores de qualidade técnica, que jogam juntos há algum tempo, com um treinador que está há muitos anos. Vamos estar prontos".

Sobre Arsène Wenger: "É uma referência enquanto treinador. Um treinador que está a ter um trabalho duradouro, de qualidade, e uma prova clara de que a competência não tem idade. O importante é ter qualidade, e é isso que Wenger tem demonstrado ao longo de todos estes anos".

Objetivos para 2017/18: "O Benfica está com uma grande noção do que foi o passado recente e com consciência do que temos de fazer para ganhar. Fundamentalmente, o que passámos como mensagem é fazer o 'reset', começar como se fosse a primeira vez a ganhar. Temos uma estabilidade grande, jogadores com visão e experiência, mas também sabemos que isso não conta quando começarem os jogos a sério".

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon