Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Sérvia pode "roubar" Svilar para o Mundial 2018

Logótipo de O Jogo O Jogo 20/10/2017 Rui Trombinhas

Filipovic, da seleção dos Balcãs, espera aproveitar a desilusão sentida pelo guardião com o técnico dos sub-19 belgas

A titularidade de Svilar no Benfica não deixou a Sérvia indiferente. De tal forma que a seleção dos Balcãs quer levar o jovem guardião ao Mundial"2018, a disputar na Rússia. "Estamos interessados no Svilar. É um jogador muito talentoso e pensamos que pode ser uma mais-valia para a nossa seleção. Se continuar como titular do Benfica, poderá ser uma boa opção para o Mundial", revela a O JOGO Zoran Filipovic, antigo atleta das águias e agora membro da equipa técnica da seleção principal da Sérvia. "É um guarda-redes para o futuro mas também para o presente. É muito jovem, mas o Vítor Baía também começou assim", acrescenta, assumindo que "seria bom roubar à Bélgica um guarda-redes como o Svilar". Por isso revela a intenção de "viajar em breve para Portugal para falar" com o guardião. "Temos falado com o Benfica e queremos convencê-lo. Sabemos que não podemos perder tempo", atira.

© Filipe Amorim

Com ascendência sérvia, o camisola 1 da Luz sente, porém, maior afinidade pela Bélgica, onde nasceu, razão pela qual, segundo apurou O JOGO, está ainda na dúvida em relação à decisão a tomar, algo que não pretendia fazer de forma tão imediata, perante esta aproximação da Sérvia. Se até há duas semanas a escolha seria clara, as críticas recentes do técnico dos sub-19, Gert Verheyen, por Svilar alegadamente não lhe atender o telefone, deixaram-no incomodado. E é precisamente isto que os responsáveis da Sérvia pretendem aproveitar, utilizando como argumento... Courtois, Mignolet ou Casteels. "Temos boas referências em relação ao Svilar. É um grande talento, que já está como titular do Benfica, e seria bom para nós e para ele", conta Filipovic, reforçando: "A Bélgica tem grandes guarda-redes, e jovens, por isso a Sérvia seria um bom caminho para ele."

Quem parece não querer perder a possibilidade de ver Svilar representar a seleção dos diabos vermelhos é Filip De Wilde. O antigo guardião do Sporting é agora treinador de guarda-redes dos sub-21 - além de conselheiro do Waasland Beveren, para onde tentou levá-lo no início da época - e já lhe abriu as portas do escalão superior. "Se for titular no Benfica e se jogar na Liga dos Campeões, então será estúpido ignorá-lo. Se não for jogador dos sub-19, então pode ser opção para os sub-21 e talvez até mais", afirmou ao jornal "Het Laatste Nieuws". O antigo internacional belga conta, aliás, com um forte argumento, pois o nosso jornal sabe que tem uma boa relação com Svilar, algo que pode pesar a favor da Bélgica.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon