Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Síria: CIA acaba com apoio aos rebeldes que combatem o regime

Logótipo de O Jogo O Jogo 20/07/2017 Administrator

A Agência Central de Inteligência (CIA) dos Estados Unidos (EUA) decidiu acabar com o seu programa de apoio aos rebeldes sírios que combatem o Presidente sírio Bachar al-Assad, noticiou hoje o Washington Post.

Este programa de apoio aos rebeldes sírios começou há quatro anos e tem tido um impacto limitado, especialmente desde que as forças armadas russas entraram no conflito do lado de Bashar al-Assad, em 2015, revelaram ao jornal responsáveis norte-americanos, sob anonimato.

O Presidente Donald Trump tomou esta decisão há quase um mês, depois de uma reunião com o chefe da CIA, Mike Pompeo, e com o conselheiro de segurança nacional, general McMaster, avançou o Washington Post, que contactou a Casa Branca e a CIA, mas não obteve qualquer comentário oficial sobre o assunto.

O jornal norte-americano escreve que a eliminação deste programa de apoio a rebeldes sírios reflete a intenção do presidente dos EUA de "encontrar maneiras de trabalhar com a Rússia" e o "reconhecimento dos limites de influência de Washington".

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon