Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Síria: Mais de 3.000 mortos em setembro, quase um terço de civis

Logótipo de O Jogo O Jogo 01/10/2017 Administrator

Mais de três mil pessoas, incluindo quase um terço de civis, foram mortas na guerra da Síria, em setembro, sendo este o mês mais mortífero de 2017, indicou hoje o Observatório Sírio dos Direitos Humanos.

A organização não-governamental, com sede em Londres, no Reino Unido, atribui parte deste balanço às ofensivas contra o grupo extremista Estado Islâmico.

De acordo com o observatório, mais de 70 por cento das vítimas civis foram mortas nos ataques aéreos do regime sírio ou da Rússia, ou em raides da coligação internacional liderada pelos Estados Unidos.

Dos cerca de mil civis mortos, 207 eram crianças.

Em setembro, os combates causaram 790 mortos no setor do regime sírio e seus aliados e 550 no domínio dos rebeldes ou das Forças Democráticas Sírias, uma aliança de combatentes curdos e árabes, apoiada pela coligação internacional, contra o Estado Islâmico.

Um total de 738 'jihadistas', pertencentes ao grupo extremista e ao Tahrir al-Sham, ex-braço da organização terrorista Al-Qaida na Síria, foi abatido.

O Observatório Sírio dos Direitos Humanos assinalou que, hoje, 12 civis, incluindo cinco crianças, morreram durante ataques aéreos, possivelmente russos, contra a aldeia de Al-Toub, na província de Deir Ezzor.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon