Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Síria: Rebeldes controlam 35% de Raqa, ONU com novos acessos para ajuda

Logótipo de O Jogo O Jogo 12/07/2017 Administrator

A batalha para expulsar os 'jihadistas' de Raqa, bastião do Estado Islâmico na Síria, já permitiu às forças rebeldes controlar cerca de 35% da cidade e à ONU abrir novas rotas para a entrega de ajuda alimentar.

As Forças Democráticas da Síria (FDS), uma aliança de milícias árabes e curdas apoiada pelos Estados Unidos, combatem atualmente no centro da cidade, cerca de metade do qual escapa ao controlo dos 'jihadistas', segundo o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).

Nos últimos dias, chegaram a Raqa e arredores dezenas de camiões com equipamento militar e munições para as FDS, para a ofensiva lançada a 06 de junho contra a cidade proclamada "capital" do Estado Islâmico em 2014.

Os progressos no combate aos 'jihadistas' permitiram ao Programa Alimentar Mundial (PAM) entregar ajuda alimentar a zonas rurais dos arredores norte de Raqa pela primeira vez em três anos.

Segundo esta agência da ONU, a ajuda alimentar está agora a chegar mensalmente a quase 200.000 pessoas em oito localidades remotas da província de Raqa.

"Substituir as pontes aéreas por entregas por estrada vai permitir-nos poupar 19 milhões de dólares por ano [16,6 milhões de euros], uma vez que cada camião transporta o mesmo carregamento de alimentos a um custo significativamente mais baixo", explicou Jakob Kern, representante do PAM na Síria.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon