Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

SAD do Sporting vê Alan Ruiz como dispensável

Logótipo de O Jogo O Jogo 16/09/2017 Hugo Monteiro
© Tony Dias/Global Imagens

Rendimento apresentado tem ficado aquém do desejado. Caso surja uma proposta no valor do que foi gasto, o criativo pode sair

A saída de Alan Ruiz do Sporting na reabertura do mercado, em janeiro, é um cenário que está em cima da mesa da SAD. Segundo O JOGO apurou, o facto de o jogador argentino não conseguir impor-se na equipa comandada por Jorge Jesus - técnico que sempre apostou e defendeu a contratação do criativo -, aliado a alguns comportamentos dissonantes com o desejado pelos responsáveis leoninos, aspetos aos quais tem sido acrescido o rendimento apresentado por Bruno Fernandes na posição desempenhada pelo camisola 10, levam a que a sociedade esteja disposta a negociar o atleta em janeiro.

citacaoA sociedade que gere os destinos do futebol profissional desembolsou cerca de oito milhões de euros na temporada passada e paga anualmente dois milhões de euros brutos em vencimentos

No entanto, de acordo com informações recolhidas pelo nosso jornal, tal só é admitido mediante a recuperação do investimento feito no defeso da época passada, quando os leões desembolsaram cerca de oito milhões de euros na contratação do jogador ao Colón Santa Fé, desejando os dirigentes do emblema verde e branco ainda salvaguardar uma percentagem de uma eventual futura transferência. É que além da verba inerente à operação em causa, a saída do argentino representará uma poupança na ordem dos dois milhões de euros, verba que aufere em termos brutos por temporada. Apontado como possível alvo da Sampdória na última janela de transferências, a Alvalade, refira-se, não chegou qualquer proposta pelo jogador, que, até então, ainda era visto como uma solução a ter em conta no apoio a Bas Dost.

Contudo, as dificuldades de Alan Ruiz em corresponder física e taticamente ao pedido por Jorge Jesus, também muito por força da lesão contraída no final da estação 2016/17, empurraram-no progressivamente para o papel de uma segunda opção, facto fundamentado pelos 129 minutos disputados até ao momento, divididos por dois dos oito jogos disputados pelo Sporting na época em curso.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon