Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

SAD já recusou milhões por Rui Fonte

Logótipo de O Jogo O Jogo 23/06/2017 Ana Proença

António Salvador quer segurar o avançado a todo o custo. Fulham foi o último clube a levar uma nega

Nos últimos dias, o Fulham fez chegar à SAD uma proposta para assegurar a contratação de Rui Fonte. O clube londrino, sexto classificado do Championship, pretende formar um plantel capaz de garantir o regresso à Premier League já na próxima época, tendo encontrado no avançado português o reforço ideal para atacar esse objetivo. No entanto, António Salvador repetiu a resposta que já tinha dado a outros clubes ao longo das últimas semanas: não está interessado em vender Rui Fonte. O presidente do Braga nem sequer colocou um valor para que a transferência se pudesse concretizar - ao contrário do que aconteceu perante as sondagens recebidas por Vukcevic, e por quem está a exigir 10 milhões de euros -, num sinal claro de que não está na disposição de perder um dos jogadores mais influentes do atual plantel.

A SAD tem 50% do passe de Rui Fonte - o outra metade pertence ao Benfica -, que é representado pela Gestifute de Jorge Mendes, mas o facto de o avançado se sentir valorizado no Braga também tem contribuído para que tenham sido recusadas todas as propostas recebidas até ao momento. Em resumo, há vários clubes interessados na contratação de Rui Fonte, alguns, como o Fulham, já apresentaram propostas concretas, mas António Salvador só admite vendê-lo mediante uma verba "verdadeiramente irrecusável".

© Miguel Pereira/Global Imagens)

Na última época, Rui Fonte foi um dos jogadores mais importantes do Braga - e o melhor marcador, com 15 golos em 38 jogos -, ganhou influência no balneário, sendo atualmente um dos jogadores mais respeitados pelos companheiros de equipa. Por isso, o avançado até está entre os principais candidatos a suceder a Alan no papel de capitão de equipa. Esse tema, no entanto, só será analisado por Abel Ferreira lá mais para a frente, numa altura em que o plantel já estiver praticamente fechado.

A preponderância de Rui Fonte em campo também será grande, sobretudo neste início de época com as pré-eliminatórias da Liga Europa, para as quais o Braga ainda não poderá contar com Hassan (recupera de lesão) e Dyego Sousa (castigado até 15 de outubro).

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon