Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Sandro Rosell, ex-presidente do Barcelona, vai continuar preso

Logótipo de O Jogo O Jogo 08/09/2017 Hugo M. Monteiro

O tribunal de justiça espanhol apoiou a decisão de manter na prisão Sandro Rosell, ex-presidente do Barcelona, acusado de ficar com 6,5 milhões de euros da venda dos direitos televisivos da seleção brasileira de futebol.

Segundo o tribunal, o apelo de Rosell foi recusado por existir o risco de fuga do país devido à sua facilidade "para se deslocar pelo mundo desenvolvendo sua atividade profissional".

© Fornecido por O jogo

O tribunal também se opôs à libertação de Joan Besolí, advogado político iraniano, que é acusado de criar empresas com as quais fez "lavagens" de dinheiro.

Esta é a terceira vez que o tribunal de justiça rejeita os recursos de ambos os réus, que foram presos, em 25 de maio de 2017, e acusados de "lavarem" dinheiro e pertencerem a uma organização criminosa.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon