Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Santa Maria é a primeira ilha dos Açores a implementar sistema de gestão de vagas para idosos

Logótipo de O Jogo O Jogo 31/07/2017 Administrator

Santa Maria é a primeira ilha dos Açores a implementar o sistema de gestão de vagas em respostas sociais para pessoas idosas, revelou hoje a secretária regional da Solidariedade Social, Andreia Cardoso.

"Vamos avançar ao nível dos lares de idosos e dos lares residenciais, e em conjunto com o imprescindível contributo das instituições, para um novo sistema de gestão de vagas em respostas sociais de acolhimento de pessoas idosas, dependentes ou com necessidades especiais", afirmou Andreia Cardoso.

A governante falava à agência Lusa a propósito da assinatura da carta de compromisso para acolhimento residencial de pessoas idosas com a Misericórdia de Vila do Porto, em Santa Maria, onde o Governo Regional está a fazer uma visita estatutária de dois dias.

"Através desta carta de compromisso que assume o caráter de experiência piloto, Santa Maria torna-se a primeira ilha a implementar este novo sistema", adiantou a secretária regional.

Segundo Andreia Cardoso, "além do critério do grau de dependência, que é fundamental, há outros critérios, designadamente associados às questões sociais e de rendimento das famílias, que devem ser fatores ponderadores deste processo de admissão".

"Portanto, o que se pretende é que haja um sistema de admissão centralizado em que o Instituto de Segurança Social dos Açores passe a ter um papel mais ativo no processo, garantindo uma lista única por ilha e critérios idênticos no processo de admissão, de entre os quais se destacam, além dos já mencionados, também a proximidade às famílias e às suas comunidades de origem", explicou.

Para a secretária regional, o objetivo é "padronizar os critérios de admissão para lares de idosos e lares residenciais, com o objetivo de satisfazer, em primeiro lugar, as necessidades sentidas pelos idosos e pelas pessoas dependentes que precisam de uma reposta rápida, independentemente da sua condição financeira ou social".

Com a adoção de critérios de seleção uniformes em toda a região, o executivo açoriano acredita que "será possível responder, de forma mais eficiente, mais transparente e mais rápida, às situações de lista de espera para admissão nestes lares, com claros benefícios para quem precisa deste acolhimento, mas também para as suas famílias".

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon