Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

"Se o Benfica não tivesse dívida não precisava de vender jogadores"

Logótipo de O Jogo O Jogo 01/03/2017 Alcides Freire
© Álvaro Isidoro/Global Imagens

Luís Filipe Vieira falou sobre a vertente financeira do Benfica e ainda explicou algumas situações contratuais e sobre a abundância de lesões no plantel.

"No Benfica tudo é escrutinado a sério. Não há um dedo que possam apontar", atestou Luís Filipe Vieira, em abordagem ao plano financeiro do Benfica. Em entrevista à CMTV, o presidente encarnado afirmou mesmo que "se não houvesse dívida, não havia necessidade de vender jogadores".

Relativamente ao interesse de diversos "tubarões" europeus em Ederson, o dirigente máximo do Benfica não abriu o jogo sobre uma eventual saída, mas confirmou que pode chegar um novo guarda-redes na próxima janela de transferências:

"Não há nenhum guarda-redes de leste assegurado, é possível que haja entrada de guarda-redes portugueses".

Quanto à abundância de problemas físicos no plantel encarnado, Luís Filipe Vieira desvalorizou a questão e reiterou a confiança na equipa médica.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon