Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Seara vai exigir a "reparação" da sua "honorabilidade e bom nome"

Sportinveste 08/06/2014 Fonte: Sportinveste Multimédia

Em comunicado, o ex-presidente da Câmara Municipal de Sintra disse que foi "confrontado" com a existência de outra candidatura em seu nome pelos serviços administrativos da LPFP, mas atestou que tal era falso, acusando Rui Rangel de ser o responsável pela entrega dessa lista.

"Relativamente à minha candidatura a Presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) e em razão de terem sido recebidas alegadamente duas candidaturas subscritas e apresentadas por mim, cumpre esclarecer o seguinte: Reitero aqui que apenas subscrevi e apresentei uma única candidatura. Tal facto foi totalmente comprovado pelos responsáveis da LPFP que registaram a minha candidatura, bem como pelos Órgãos de Comunicação Social.

Tendo sido confrontado nos Serviços Administrativos da LPFP com a existência de uma outra candidatura, apresentada por um terceiro, alegadamente em meu nome, imediatamente dei conhecimento formal à LPFP (ainda nos seus serviços, através de requerimento por mim próprio apresentado e dirigido ao Sr. Presidente da Mesa da Assembleia Geral) de que essa candidatura não tendo sido por mim apresentada, era falsa, dissipando assim quaisquer dúvidas a esse respeito. Dito isto, reitero:

1. A minha disponibilidade para servir o futebol profissional

português decorreu de insistentes solicitações feitas por dirigentes e responsáveis desportivos que muito prezo e respeito;

2. O meu projeto radicou no princípio da convergência com os

Associados da LPFP, os quais, não ignorando a minha filiação e militância clubística, me afirmaram reconhecer a idoneidade necessária para promover aquele princípio, de modo a enfrentar os grandes desafios com que a LPFP se confronta;

3. Como prometi na apresentação da minha candidatura, no dia 21 de

Maio de 2014, a minha principal motivação é a de unir o futebol português. Prometi e consegui. A candidatura por mim subscrita e apresentada é o resultado dum amplo entendimento e consenso entre os clubes da Primeira e Segunda liga, que é a base para a união e credibilização do futebol português;

4. Neste espírito de união procurei agregar todos aqueles que

manifestaram genuína intenção e vontade para se candidatarem à Liga de Clubes, na certeza que tal só seria possível partilhando e conciliando propósitos que são a base da concertação necessária para a viabilização e credibilização da LPFP. Esta é a minha e exclusiva única ambição;

5. Tal postura deixei clara quando recebi o apoio à minha

candidatura do Dr. Carlos Marta, do Dr. Rui Rangel e, ainda neste contexto, quando foi dado um passo importante e decisivo para a congregação dessa união, com o apoio do Eng. Júlio Mendes. Infelizmente, existiu uma personalidade que tentou colocar em causa este objetivo ao pôr os seus interesses pessoais à frente dos objetivos comuns;

6. E porque prezo a minha honra e dignidade não deixarei de exigir,

nos meios próprios, a censura pública de todos os intervenientes pela violação grosseira da minha honorabilidade e bom nome, exigindo a reparação de todos os danos daí resultantes;

Termino como iniciei, afirmando que só subscrevi uma única candidatura.

Mantenho a vontade firme de unir e credibilizar o futebol. Reafirmo esse como o meu único e exclusivo propósito: servir sempre todos os Clubes a bem do nosso Futebol Português."

Fonte: O Jogo

AdChoices
AdChoices
image beaconimage beaconimage beacon