Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Sebá: "Este Sporting vai fazer-nos a vida difícil"

Logótipo de O Jogo O Jogo 10/09/2017 Rui Trombinhas

Dianteiro reconhece o valor do adversário que terá pela frente na primeira jornada da fase de grupos da Liga dos Campeões, mas vê escassas possibilidades contra Juventus e Barcelona

Na grande Atenas, concretamente no Pireu, a força do recinto do Olympiacos, o mítico Karaiskákis, é invocada por Sebá para uma entrada firme na Liga dos Campeões, condenada à partida pelo próprio à disputa do acesso à prova secundária da UEFA, a Liga Europa. O avançado brasileiro que representou FC Porto e Estoril reduz, a O JOGO, as possibilidades da sua equipa e do Sporting no que à passagem à próxima fase diz respeito, mas olha para o duelo com os de Alvalade como "decisivo" numa luta secundária a dois.

Um grupo da Liga dos Campeões com Juventus e Barcelona à cabeça castra a ambição a qualquer equipa, ou não é bem assim?

-Bom, ficámos num grupo muito forte, vai ser difícil de jogar, pois temos grandes clubes e jogos muito difíceis pela frente. Mas estamos preparados e fortes para fazer uma boa campanha.

© Fornecido por O jogo

Uma boa campanha é lutar pelo apuramento ou apenas pelo acesso à Liga Europa? Olympiacos e Sporting, realisticamente, só podem olhar para esse objetivo?

-Olhando para o grupo, pelos nomes e valores das equipas, todos acham que é impossível fazer alguma coisa contra Barcelona e Juventus. Mas temos de acreditar, sabemos que os grandes clubes também têm pontos fracos, ainda que não se compare a grandeza dos dois com a nossa equipa e a do Sporting. Temos de acreditar, dar o máximo, explorar as fragilidades, sempre na esperança de conseguir fazer uma surpresa.

É, pois, fundamental vencer o Sporting?

-Vamos ter jogos difíceis e o Sporting é uma equipa grande de Portugal, vai ser complicado. Está num bom momento, é uma equipa renovada com muitos e bons jogadores, além do treinador, que é muito experiente. O Sporting está muito forte, tenho acompanhado o futebol português e estou a par de tudo. Vamos enfrentar uma equipa difícil, esperamos conseguir o nosso objetivo, mas iniciar bem a Liga dos Campeões era importante para nós. Vencer será um passo importante, pois creio que esta partida será decisiva para garantirmos a Liga Europa.

O que suscita maior receio quando olha para o adversário da próxima terça-feira?

-A rapidez, sem dúvida. Em relação a épocas anteriores, o Sporting tem uma equipa mais rápida nos processos, a partir para o ataque, e tem jogadores que desequilibram facilmente o jogo. Vamos jogar em casa, com os nossos adeptos, mas isso nada quer dizer se não nos aplicarmos. Contamos com a força extra que temos: os nossos adeptos. Se não estamos muito bem, eles fazem a equipa acordar. A verdade é que a equipa não se pode desleixar, caso contrário arrisca-se a ter dissabores. É que depois, nos jogos, faltará sempre tempo em algum momento, se não atacarmos logo. Num grupo como este, não podemos facilitar.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon