Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Seca: Produção de queijo será menor e o preço pode subir a curto prazo -- CAP

Logótipo de O Jogo O Jogo 11/10/2017 Administrator

O presidente da Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP), Eduardo Oliveira e Sousa, disse hoje à Lusa que a seca vai afetar a produção de queijo e os preços podem aumentar a curto prazo.

"A região da Serra da Estrela, da Serra de Serpa, e a do próprio queijo de Azeitão, são tudo regiões em que o pasto dos animais já não existe há muito tempo, (...) a quantidade seguramente vai ser menor e os preços também podem sofrer alterações de uma forma mais direta", garantiu.

No que se refere ao leite para consumo diário, a situação, para já, não se verifica, uma vez que existem condições para garantir a alimentação dos animais.

"O problema põe-se de uma forma um pouco diferente porque, geralmente, traduz-se em leite de animais estabulados que, ciclicamente, têm a produção de alimentos garantida e, por isso, pode não haver prejuízo imediato, mas também é evidente que vão sofrer consequências sob o preço dos alimentos", disse à Lusa.

Eduardo Oliveira e Sousa refere ainda que, para os animais que vivem em pastoreio a situação é dramática e estende-se aos proprietários, que passam a ter que adquirir alimentos a um custo elevado.

No entanto, o presidente da CAP acrescenta que esta situação não se pode traduzir, de imediato, num aumento do preço da carne.

"Não é uma situação que se verifique [de imediato], porque o mercado da carne é muito abastecido por importação (...), mas é natural que, a verificar-se esta manutenção, os preços possam sofrer alguma alteração, devido ao acréscimo de custos que as pessoas estão a ter", concluiu.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon