Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Seca: Produtores de castanha de Marvão preveem ano "péssimo"

Logótipo de O Jogo O Jogo 11/10/2017 Administrator

A produção de castanha na zona de Marvão, no Alto Alentejo, está a ser "péssima" este ano, devido à seca, com a agravante da "pouca procura" do mercado, segundo os produtores.

"Está a ser um ano mau para os produtores, além de que, nesta altura, há pouco interesse na compra de castanha", lamentou o produtor e empresário Mário Galego, em declarações à agência Lusa.

No Alto Alentejo, o micro clima da Serra de São Mamede, propício à produção de castanha, já levou a que as entidades que tutelam o setor considerassem a castanha de Marvão como de "origem protegida".

Numa região do distrito de Portalegre onde predominam nos campos as espécies Bária e Clarinha, o mesmo produtor relatou que o calibre da castanha este ano "não é dos piores", mas apontou o tempo quente e seco como o "grande inimigo" do seu desenvolvimento e qualidade.

"O calibre da castanha não é dos piores. O problema é o calor, pois quando os ouriços (cápsula onde se encontra a castanha) abrem, fica a castanha com a casca avelada, seca", disse.

Mário Galego manifestou a esperança de que a situação climatérica se altere nos próximos dias para que as castanhas que ainda estão nos ouriços venham a sofrer algumas melhorias na sua qualidade.

De acordo com o produtor, a castanha está a ser comercializada na zona de Marvão a um preço médio de um euro.

Contactado pela Lusa, o presidente do município de Marvão, Vítor Frutuoso, confirmou os relatos de "preocupação", oriundos do meio rural, lamentando que a castanha esteja em "dificuldades" por causa da falta de água.

Para meados de novembro, está marcada a Feira da Castanha, promovida pela Câmara de Marvão e, à semelhança de anos anteriores, o município "privilegia" a compra junto dos produtores da região.

"Nós vamos já avançar com propostas de aquisição de castanha para estarmos preparados atempadamente e não termos surpresas", disse.

A 34.ª Feira da Castanha de Marvão, nos dias 11 e 12 de novembro, apresenta-se como a "grande mostra" de produtos locais e regionais, com dezenas de pontos de venda, onde os visitantes podem encontrar também produtos hortícolas, frutos secos, enchidos, queijos, vinhos, licores, azeite, compotas ou doces caseiros.

Pelas ruas da vila histórica, vão estar espalhados vários magustos onde os visitantes poderão saborear as castanhas assadas e os vinhos produzidos na região.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon