Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Sede da freguesia de Abambres, Mirandela, vandalizada com inscrições na parede

Logótipo de O Jogo O Jogo 19/10/2017 Administrator

A sede da junta de freguesia de Abambres, em Mirandela, no distrito de Bragança, foi vandalizada com inscrições na fachada que o presidente cessante, José Madureira, interpreta como "insultos" contra ele.

"Sai ladrão" e "ditador" são algumas das inscrições que o autarca disse hoje à Lusa podem ler-se, em letras vermelhas, na parede e porta do edifício da freguesia.

"Aquilo que lá está é tudo contra mim" afirmou José Madureira, acrescentando que "isto não é só de agora", mas que se arrasta "há quatro anos", o período do mandado que agora termina à frente da freguesia, depois de perder para o PSD por 10 votos de diferença, nas eleições de 01 de outubro.

Durante o mandato, José Madureira eleito pelo CDS-PP, disse que apresentou às autoridades "onze queixas" por atos de vandalismo idênticos na freguesia.

Três dessas queixas resultaram em condenações, segundo ainda o autarca.

Relativamente ao ato praticado na sede da freguesia, disse que não chamou as autoridades e que deixa a resolução do problema para o novo presidente, a quem vai "passar a pasta" no sábado.

As inscrições começaram a aparecer "desde quarta-feira" e "todas as noites têm acrescentado" às inscrições.

"É a casa da junta e é o dinheiro de nós todos que vão ali gastar", observou.

O presidente cessante atribui os atos de vandalismo que têm corrido a conflitos políticos e afirmou que este último ocorreu depois de ter afixado o resultado de um recurso judicial de uma sentença que condenou membros do executivo social-democrata que o antecedeu.

O Tribunal indeferiu o recurso e manteve a sentença que condena três elementos do anterior executivo a indemnizar a freguesia em 14 mil euros pelos crimes de abuso de poder e violação das regras orçamentais.

A condenação resultou de uma queixa apresentada pelo próprio José Madureira contra o executivo que o antecedeu e presidido pelo genro, que está entre os três condenados.

AdChoices
AdChoices

Mais de O Jogo

image beaconimage beaconimage beacon