Ao utilizar este serviço e o conteúdo relacionado, concorda com a utilização de cookies para análise, anúncios e conteúdos personalizados.
Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Segunda etapa do GP do Dão anulada por problemas de policiamento

Logótipo de LusaLusa 14/05/2017 Ana Marques Gonçalves
NUNO VEIGA/LUSA © EPA / NUNO VEIGA NUNO VEIGA/LUSA

Viseu, 14 mai (Lusa) – A segunda etapa do Grande Prémio do Dão foi hoje anulada, devido a problemas decorrentes da transição da responsabilidade de policiamento da GNR para a PSP, à entrada no circuito urbano de Viseu, informou a Federação Portuguesa de Ciclismo (FPC).

“Aos problemas de segurança decorrentes da transição das responsabilidades de policiamento, juntou-se um engano no percurso, levando os ciclistas a parar antes de cruzarem a meta pela última vez. Na sequência destes factos, a organização, em conjunto com o colégio de comissários, decidiu anular a segunda e última etapa da competição”, explicou a FPC, em comunicado.

A nota esclarece ainda que a entidade vai “aguardar pelo relatório do Presidente do Colégio de Comissários, decidindo posteriormente as medidas a tomar relativamente à homologação dos resultados da corrida, ao desfecho da Taça de Portugal e a outras ações que entenda convenientes e adequadas a este caso e à prevenção de futuras situações semelhantes”.

O GP do Dão era liderado pelo ciclista espanhol Alejandro Marque (Sporting-Tavira), que no sábado venceu o contrarrelógio da primeira etapa.

O galego, vencedor da Volta a Portugal de 2013, partiu para a segunda etapa, uma ligação de 152 quilómetros, entre Penalva do Castelo e Viseu, com 47 segundos de vantagem sobre Daniel Mestre (Efapel) e 56 sobre Domingos Gonçalves (RP-Boavista).

AMG // JP

AdChoices
AdChoices
image beaconimage beaconimage beacon