Está a utilizar uma versão de browser mais antiga. Utilize uma versão suportada para obter a melhor experiência possível com o MSN.

Seleção de futebol da Guiné-Bissau vai jogar particulares contra Irão e Iraque

Logótipo de LusaLusa 31/08/2017 Isabel Marisa Serafim
ANTÓNIO COTRIM/LUSA © LUSA / ANTÓNIO COTRIM ANTÓNIO COTRIM/LUSA

Bissau, 31 ago (Lusa) - A seleção de futebol da Guiné-Bissau foi convidada para dois jogos particulares, em outubro e novembro, contra o Irão e o Iraque, disse hoje à Lusa um dirigente da dederação guineense, Bonifácio Sanhá.

Segundo Bonifácio Sanhá, a Guiné-Bissau deverá defrontar o Irão no dia 09 de outubro, num país da Europa, com as despesas do jogo a serem totalmente suportadas pela federação iraniana, cujo selecionador é o português, Carlos Queiroz.

Entre os dias 09 a 14 de novembro, a seleção guineense deverá deslocar-se ao Iraque para disputar um jogo contra os iraquianos, com as despesas do desafio a serem da responsabilidade da Federação daquele país, indicou ainda Bonifácio Sanhá.

A acontecer será a primeira vez que a Guiné-Bissau defrontará os dois países asiáticos.

Em 04 de outubro, os ‘djurtus’ defrontam a Guiné-Equatorial, em Malabo, em encontro organizado por uma empresa com sede em França.

Bonifácio Sanhá explicou ainda que a Guiné-Bissau devia ter defrontado o Gabão no passado dia 28, em França, mas à "última hora" os gaboneses informaram da sua indisponibilidade.

O dirigente federativo notou que os convites simbolizam "o respeito e a confiança" que os ‘djurtus’ têm merecido das outras seleções mundiais na sequência da "boa participação" na última Taça das Nações Africanas (CAN), em que a Guiné-Bissau participou pela primeira vez em janeiro passado.

MB // PA

AdChoices
AdChoices
image beaconimage beaconimage beacon